Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FODA DE UM CEGO

Era sábado, os pais de Joe haviam ido viajar e a irmã Bia ( 19 aninhos ) estava no quarto com a amiga Lili ( também 19 anos ), que foi passar o final de semana em sua casa, já passava das 22 hs quando Joe resolveu ir dormir. Cansou-se de ficar apenas ouvindo a TV, sentia um desejo ardente de tocar em seu membro, tinha necessidade de uma boa gozada.

Joe era cego, tinha 25 anos e nunca havia transado de verdade. Era um rapaz belíssimo, de porte escultural, porém muito tímido. Muitas mulheres já haviam tentado se aproximar, mas Joe logo saia de fininho, tinha medo de se apaixonar e não ser correspondido, por causa de sua deficiência. Desde menino Joe se masturbava pensando nas vozes femininas que o chamavam atenção, que para ele eram sexy.

Ah, mas a amiga de sua irmã ( a Lili ), despertava em Joe um desejo incontrolável, pois Lili exalava um perfume inebriante, adocicado, que fazia Joe ficar de pau duro sempre que o sentia, tendo que correr para o banheiro e se masturbar como louco. Imaginava fazendo loucuras com Lili como, ela abocanhando seu caralho, passando a linguinha na cabeça de seu pau, deixando escorregar até o fundo da garganta, ele não podia ver, mas podia imaginar direitinho como seria essa sensação.

Sabia como era o sexo somente pelas aulas de biologia que tivera na escola, mas nem de longe podia imaginar como seria uma vagina, que cheiro teria, qual seu formato, apenas sabia que havia um orifício por onde poderia enfiar seu pau e, então, imaginava que esse orifício era como o seu cuzinho... Ah, e que imaginação ! Joe ficava de quatro em seu quarto, se masturbava e ao mesmo tempo enfiava uma cenoura em seu rabinho, imaginando que seria assim uma foda gostosa. Sentia muito tesão quando esfolava o práprio cuzinho, imaginando fazer isso com Lili.

Então, naquela noite, quando ia pro seu quarto, ouviu um barulho diferente que vinha do quarto de sua irmã, começou a andar na pontinha dos pés para tentar ouvir o que estava acontendo, pois nunca havia ouvido nada igual... A porta estava um pouco aberta, Lili falava para Bia:

- quietinha, seu irmão pode ouvir ...

E Bia respondia:

- ele tá ouvindo TV, gostosa, desencana e chupa meu grelinho, aiii, assim,, não para....

- Ai Bia, que bucetinha deliciosa, que tesão, sua gostosa !

- Vem Lili, traz sua buceta pra mim chupar também, quero todo seu melzinho escorrendo na minha boca...

E as duas começaram um meia nove louco, enquanto Joe ouvia tudo em silêncio e segurava seu cacete que já estava explodindo de tesão... Que loucura, nunca tinha sentido nada assim !!! E as duas continuavam:

- assim Bia, vai, que delícia, e Bia dizia, quero passar a língua em seu cuzinho, sua vadia... sei que ta loca pra dar esse cuzinho pro meu irmão, não é Lili....Então dá ele pra mim, pensa que é meu irmão passando a linguinha nele...

Joe não acreditou no que ouviu e, acabou soltando um gemidinho... Foi quando elas o viram escondido atrás da porta e pararam por alguns instantes... Uma olhou para outra, quando Joe abriu a porta um pouco mais para ver se ouvia algo, e as duas se aproximaram dele abaixadas e bem devagarinho... Bia subiu práximo ao seu pescoço e deu uma lambida que o arrepiou todinho, e sussurrou em seu ouvido:

- Irmãozinho levado, agora você vai ter que pagar por ficar espionando a gente, e deu-lhe um beijo na boca delicioso, chupando sua língua com muita vontade, sem que Joe pudesse dizer nada, enquanto Lili ficava observando os dois irmãos se acariciando, ela apertava forte sua xana.

Bia foi descendo, chupando todo o corpo do irmão, que uivava como um lobo, com aquela vara dura como pedra, até que Bia chegou naquele pau gostoso, nossa como era grande e grosso, e começou a chupa-lo deliciosamente... Joe não podia acreditar, sua irmã estava ali, chupando ele todinho... Foi quando ele sentiu aquele perfume gostoso de Lili se aproximar , e de repente, sentia duas bocas em seu caralho: Bia e Lili o chupavam como gatas no cio. Deitaram ele no tapete, e Lili perguntou se ele já tinha sentido uma buceta antes, ele balanceou a cabeça negativamente, quando Lili sentou sua buceta esfregando em seu rosto... ele passava a boca, cheirava, lambia, até que seus instintos o levaram até o grelinho de Lili, que gemia como louca, enquanto Bia continuava chupando o pau do irmão. Nesse momento, Lili foi descendo até o pau de Joe e começou a esfregar a buceta naquela vara enorme, e Joe gemia como um louco ( aaaaahhhhhhh, aaaasssssiiiiimmmmm sua gostosa, quero gozar na sua bucetinha ) enquanto sua irmã fazia ele chupar sua buceta, estavam as duas em cima dele, ele não podia ver, mas era a sensação mais deliciosa que já sentira... As duas eram pervertidas, duas putinhas deliciosas, viraram Joe fazendo ele ficar de quatro:

- Lili começou a chupar o cuzinho de Joe, ele foi a loucura total, então, vendo que estava gostando, , pegou creme lubrificante, aquele vibrador que parecia um caralho de verdade, lambusou o rabinho de Joe e começou a meter bem devagar no seu cúzinho, fazendo ele gemer, uivar, dizendo me come, sua puta safada, depois e minha vez de fuder seu cuzinho... Bia que, olhando tudo, não aguentava mais de tesão, ficou de quatro embaixo do irmão e disse:

- Tá na hora de você comer uma buceta de verdade, e guiou aquela rola gigante até sua bucetinha, quente e melada...

- Foi penetrando devagar, já que não podia ver, sentia cada milímetro entrar suavemente e ser envolvido pelo buraquinho apertado da irmã, e Joe dizia: Oh, que é isso, que delícia, quente, assim não aguento, sua vadiazinha... Tô fudendo sua buceta e levando no cú ao mesmo tempo... E começou a bombar mais forte ... Fuder de verdade uma buceta é bom demais, não to nem acreditando !

- Vai irmãozinho, então me fode com força... não perde tempo... assim... ai que pica gostosa, tá toda enterrada na minha buceta... não pára... enfia até as bolas... vou gozar no seu caralho !!! - Eu também, vou encher sua buceta de porra, irmãzinha cadela... agoraaaaaaarrrrrrrrrraaaaaaaa..... Ah, Tô gozando, to gozando... Eu também, to explodindo !!!

Joe encheu a buceta da irmã de porra, foi uma gozada e tanto, mas aquele caralho continuava latejando, insasiável, duro, ainda cheio de tesão, quando Lili disse: agora é você e eu...



Continua no práximo conto.... até lá !

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS



Contos eróticos de zoofilia: no bosque engatei com 6 cachorroshomens velho gay contosContoseroticosnafazendacontos esposa bundameu padrasto tirou minha calcinha e comeu meu cuzinhomoreninho hetero marrento contocontos eroticos cm chantagia minha intiada para mim da a sua bocetinhaesposa seria bebada de biquini com o sogrocomendo a mae e a tia na piscina contos eroticosou um viadinho submisso de minha mãe contosTia o briga o subino a supa sua bucetacontoseroticossandycontos eróticos estuprei a menininha q saia da escolacasada gostosa novinha mostrando a buceta desfando pro amigo do maridoContos eroticos de esposa na estradadepiladora safadaconto cinema porno casalCasada viajando contosfoto da minha sobrinha pimentinha conto eroticoscontos eroticos a menina nen peito tinha ainda cachoro da familia gozando detro da buseta da mulheContos eróticos comendo uma travestir lindaFoderam gente contos tennscontos/fui toda arrebentada na conaminha mulher no bar de minecontos eróticos sadomasoquismo bondage buceta vibrador coleiracontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casatraveco roludo patendo puenta derepente chega a mulher bem gostozamuitus contus estupro na favelacontos eróticos marido e Cida tudo para esposa e esposaconto gay minha madrasta me viu vestir as calcinhas delaconto erotico cm dona de barcontoseroticos.com/encoxei minha tia no trem lotadoContos eroticos bem safadoo com.varios carasocontos neta da minha vizinhaContos eroticos rocagostosa banco da bike shortinhocontos erroticos meu sogro bem dotado arronbo meuvideos putas chupando e achado q a pica e poucacontoseróticos, chantageadairmãzinha nascendo peitinho contos eróticosconto gay viciei na rola do negÃocontos eroticos donas de rabos enormescontos eróticos marido cornoContos eroticos de sexo na infancia safadinha des de me nininhaMulher quadril fino buçeta arreganhada contos eroticos taxista fudendo puta bebada drogadaprofessora recatada pagando boquete pro colega de servico contoscontos de incesto dez anosContos eróticos geladojaponesas babys fazendo zoofilabeijos suculentos com babinhaconto erotico sogra cuzudahistoria de novinha perdendo a virgindade com encanadorconto minha mulher fez comer a vizinha evangélica casadasenti aquele pauzao derramando varios jatos no fundo da minha bucetaestrupei minha irmanzinha a força conti heroticicontos eróticos de dançaconto de moçinhas inocentescontos necessitava de roladei massagem na madrinha casada contoAteliê dos contos eróticoContos como foi a primeira punhetinhaMamando rola na escola contoseroticoscontos eróticos de gay e picudo pedreiroscontos toqei uma siririka cm uma cenouraparou na borracharia pra arrumar o pneu e levou pau gay fudendoSubrinha sapeka adora usa ropinha provokante para da para mimcontos eróticos de provocações esposacontos eroticos abusadaconto teens de pau duro no calcao de futebol para a primairma putinha irmao caralhudo safado cunhado corninho contos eroticos com fotoscunhado fagendo sexo com cunhada noivinha gostosa