Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A CUNHADA QUE MEU IRMÃO PEDIA A DEUS

Olá, me relacionei com uma pessoa a pouco tempo, nos apegamos muito e decidimos morar juntos, sai da casa dos meus pais e fomos morar sás, mais nosso ninho de amor, não ficou so com nos dois por muito tempo e isso que eu vou contar a voce .



Meu nome é Ivan tenho dezenove anos, moro com uma pessoa a dois meses apenas e nos conhecemos a tres, o nome dela é Camila, dezoito anos, uma morena maravilhosa, cabelos negros, corpo violão, a mulher mais bonita que eu ja fiquei na minha vida, tanto que logo engatei um namoro, e como queria fazer amor com ela todos os dias acabei alugando uma casinha de dois comodos, perto da casa da minha familia, e moramos sás por algum tempo, era uma maravilha faziamos amor a todo momento, ela era super safada e sempre gostava de tudo que eu pedia, sempre me acordava no meio da madrugada para foder, pois avia lembrado de algo que eu tinha dito ou feito, e estava com tesão, ela era sensacional na cama, um fogo que até então ainda não tinha visto em outra mulher, era insaciavel, sim essa é a palavra que a descreve Camila insaciavel, sempre querendo mais e mais .



Me sentia um privilegiado com ela, tinha uma mulher bonita, gostosa e viciada em sexo, mais o que eu sei que ela mais gostava em mim, era minha rola, sim, sempre enquanto fodiamos ela fazia questão de falar do tamanho do meu pau na buceta dela, que a preenchia toda por dentro, que ela adorava como eu a comia e o melhor de tudo que eu tambem com ela era insaciavel, nunca neguei fogo a ela, acho que ela gosta disso tambem.



Mais nossa lua-de-mel, estava perto do fim, meu irmão mais novo briga com meu pai e pede pra passar um tempo na nossa casa, como era comum os dois brigarem e reatarem logo em seguida achei que seria passageiro, que duraria apenas um fim de semana ou uma semana no maximo.



Meu irmão na epoca tinha quinze anos, mais parecia ser mais velho do que, pois malhava desde os nove anos, era forte, um rapaz bonito, seu nome Juan, Camila não concordou com a historia mais fazer o que era meu irmão e era por pouco tempo, nossa casa era pequena, mais consegui montar uma cama de solteiro dentro do nosso quarto, era tudo provisorio mesmo.



Na primeira noite logo quando acabou a novela percebi o mau humor dela, afinal era sagrado a nossa foda depois da novela das nove.



Mais passou a primeira noite foi normal, de manha antes de sairmos, eu para trabalhar ele para ir a escola, conversei com ela e disse que chegaria mais cedo pra darmos uma rapidinha, afinal era sexta e na noites sexta era sagrado, foi o que eu fiz cheguei em casa o mais rapido que consegui, e fodemos gostoso, mais antes dela gozar meu irmão chamou do portão, isso deixou ela louca, mais fodi mais forte e bem gostoso até ela gozar afinal ele podia esperar um pouquinho la fora, que mal tinha nisso, e ela calvagou gostoso em meu pau e em menos de tres minutos ela estava gozando e vibrando em cima da minha rola, toda meladinha de porra; mais gemia mais alto que no começo, parecia que queria ser ouvida, não falei nada achei que devia ser pelo situação, estavamos indo mais rapidos e com mais intensidade (?).



Vou abrir o portão, invento que não encontrava a chave, mais ainda estava com a vara dura no meio das pernas e apenas com um short's de jogar bola, acho que ele desconfiou, mais nem deu muita confiança para a mentira afinal era homem como eu, e entendenderia a situação .



A segunda noite, nossa que sufoco, noite de sabado, sempre transavamos nos sabados a noite, bem transamos todos os dias em que estamos juntos, desde o primeiro encontro, logo de cara vi como ela era safada, trasamos no primeiro encontro, e nem precisei deixa-la bebada pra isso ela mesmo me convidou para foder, e acho que isso que nos aproximou mais o "sexo", tinhamos potencial juntos !



A noite foi tensa afinal ela queria foder, me provocou de todas as maneiras, me masturbou por de baixo do lençol, mostrou que a sua buceta estava molhadinha colocando minha mão em cima, mais vou contar com detalhes, como todos os sabados ela sempre vestiu uma roupa adequada para transarmos e nesse ela não mudou esse seu ritual, pensei comigo que ela nem havia percebido o que tinha feito mais ela estava um tesão, notei isso na cara do meu irmão quando ela saio do banho, afinal eu ja estava me acostumando com aquelas "visões do éden", não falei nada da roupa para não chamar a atenção dela na frente dele, mais até gostei de exibir aquele mulherão, para ele, afinal eu era o dono do maquinario todo, isso me deixava cheio de orgulho, ela veio se deitar ao meu lado e como tivemos que mudar a posição da cama no quarto, pra ir ao seu cantinho ela tinha que se engatinhar sobre a cama, estava com um baby-doll verdinho bem curtinho, e sem calcinha, o que viria a entender um pouco depois, e eu nem percebi que ela engatinhando mostrava toda a sua bucetinha ao meu irmão, mais ele sim, notei como mudou a cabeça de lado para ve-la sem nem mostrar vergonha, afinal ela estava mostrando a quem quisesse ver, ela se deitou ao meu lado e logo me mostrou que estava sem calcinha, sussurei no ouvido dela que o meu irmão tambem ja sabia, ela me olhou com cara de desdém, isso me deixou puto, mais não ia começar uma briga por uma besteira dessas, ela deitou sobre meu peito e assistimos o que passava na Tv, alisando o meu peito via que de vez enquando ela desvia o olhar e olhava meu irmão deitado ali de frente e sempre puxando um assunto diferente com ele, sobre tudo que assistiamos como nunca tivemos visitas assim em casa achei que ela queria somente agradar, mais ja desconfiava das suas ações, achava que ela queria agradar de mais na minha opinião.



Terminada a novela ela deitada no meu peito, fala ao meu irmão que ele pode ir tomar banho agora, rimos um pouco da situação mais ele sá não tinha ido ainda por culpa da novela, mais ela quis fazer uma piada disso, foi pegou um short's meu de futebol deu pra ele vestir e avisou que o resto da roupa ela levava depois, ele havia vindo so com uma muda de roupa e o uniforma da escola, foi pegar a bolsa dele, ela disse que tudo que ele precisava estava no banheiro.Ficamos sás no quarto e mal ele bateu a porta ela ja foi baixando minha cueca e me chupando, nem tesão tive mais não foi muito tempo para estar firme, e começamos a meter ela gemia gostoso, um pouco mais alto que de costume, parecia que gostava de saber que nos ouviam transar, bem eu tambem gostava então mandei ver nela, sentei-a em cima do meu pau e fodi forte e rapido, para ver se ela gozava rapido, a fiz calvagar no meu pau, fizemos um 69, mais nada ela não gozou, o chuveiro desligou e ela ficou mais fogosa, me pede pra come-la de quatro em cima da cama, digo que não da tempo que Juan ja vai sair, fica injuriada com a situação, assim que ela se deita ao meu lado ele abre a porta do banheiro, mais antes de entrar no quarto pergunta :



_Posso entrar ? pergunta ele com voz baixa, acho que estava envergonhado



_ Pode sim ! respondo, ele entra e se deita rapido, Camila pergunta :



_Voce estendeu a toalha ? ele a olha com cara de criança quando faz coisa errada e levanta para o fazer



_Onde eu estendo ? Juan.



_ Atras da porta da cozinha tem um varalzinho, e lá .Camila



Ele levanta e vejo como ela o olha, o seca com os olhos do quarto até a cozinha, ele sem camisa com meu short's de futebol que sá cobria mesmo o que devia, naquele momento pareceu que ele estava sem cueca, esperei ele voltar para confirmar, quando volta ainda acho que é impressão, mais quando ele se deita tenho certesa esta, mais quem pegou a roupa pra ele tomar banho foi ela (?), e ela sá me deixa sem cueca quando quer me chupar de madrugada isso sempre no sabado, porque nos final de semana não trabalho, mais fiquie com mais uma pulga atras da orelha, mais não falei nada.



Todos deitados ja esta um pouco tarde, mais eu estou sem sono assistindo a mais um filme, quando começa a uma cena de sexo quase que explicito, na mesma hora ela mete a mão no meu pau, e começa lentamente a tocar uma punheta, levanto os joelhos e assim ele não vai perceber, não era uma noite de frio e estavamos todos com lençois finos, apenas para emcobrir o corpo mesmo, em movimentos mais acelerados ela vai tocando uma punheta pra mim, desconfiei que ele percebia, pedi pra ele diminuir um pouco mais o filme ficou mais enpolgante e me senti culpado em pedi pra ela parar, ja que tão estava gostoso demais, aquela mão quentinha no meu pau fazendo movimentos de vai-e-vem, e esfregando a palma da mão sobre a cabeça do meu pau, que naquele momento ja estava latejando de tesão, ela pega a minha mão e me mostra a sua buceta toda molhada, isso me deixa louco, ela me puxando pra cima dela e eu evitando, quando ela olha pra mim e diz :



_ Não aguento mais, eu preciso te falar uma coisa que esta me deixando louca ... preciso dar agora e se voce deixar seu irmão participar melhor ainda !!!



Fico assustado a principio com o seu pedido, mais ela pediu de um jeito tão carinhoso, quase como implorando e cheio de tesão como eu estava aquela parecia uma boa solução para fodermos, aceitei mais não sabia como fazer o tal convite a ele, isso ela disse que era com ela, juro que a principio me senti super mal, com a situação, mais me lembrei de como ela gostava de dar e achei que isso iria realizar algum desejo dela,sei la tipo dar pra dois, nesse momento o filme volta dos comerciais e logo entra outra cena de sexo, sá que mais forte que a primeira, ela brinca dizendo que não era para o meu irmão assistir, que isso era fora da idade dele, ele ri e diz que esta sem sono, com meu pau latejando na mão ela começa novamente a me masturbar, mais agora sem nenhuma vergonha, beija meu peito e devagarinho vai abaixando as minhas pernas, que escondiam a nossa brincadeira junto ao lençol, e continua a tocar uma so que agora qualquer um saberia o que ela aprontava ali, meu irmão olha, não comenta nada mais tambem não para de olhar, e nos dois cada vez mais envolvidos com a ideia deixamos ele perceber as intenções, mais pelo que eu conheço nunca que ele iria dar o primeiro passo, e nem essa parecia a intenção dela, ela levantou e foi ao banheiro, meu irmão fica me olhando, quase falo o que ela queria, mais ela disse que resolvia, então deixei com ela, voltando do banheiro ela faz a mesma coisa da outra vez se ajoelha na cama e vai engatinhando para o seu lado mais dessa vez da uma parada sobre o lençol mete a mão no meu pau olha para o meu irmão e ri quando ve ele vendo a sua buceta toda a mostra, e diz:



_ Ja viu uma buceta de perto assim Juan ? com uma voz super sensual .



_ Vi sim ! responde ele, me olhando com cara de assustado .



_ E o que voce fez com ela ? pergunto eu.



_ Comi ela, oxi !!! Juan .



_ Faz tempo isso ? Camila



_ Não faz muito tempo ! Juan



_ E ela gostou ? Ivan



_ Lágico que gostou que pergunta !!! Camila



_ Mais ela não aguentou tudo . Juan



_ Tudo o que ? Camila, com experessão de assustada



_ Ah, voce sabe ! . Juan



_ Seu pau, ela não aguentou ? Camila



Ele balança a cabeça afirmando, e conclui dizendo :



_ E ela nem era mais virgem .Terminou Juan



Isso foi o suficiente pra ela ficar louca de vez, puxar o lençol que encobria meu pau, que se deletava no seu esconderijo e começar a mamar bem gostoso, ele que percebeu a intenção dessa devoradora de paus, abaixou os joelhos e deixou a mostra seu pau por de baixo do lençol, de longe se via que estava duro, mais estavamos perto, e ela de quatro na cama agora mostrava a sua bucetona toda molhada para ele, se empinava na cama e enquanto me chupa-va balançava a bunda igual a uma cadelinha no cio, não sei como ele aguentou ver aquilo e não fazer nada, eu no lugar dele ja tava esfregando minha vara naquela bucetinha toda molhadinha pra deixar minha vara toda meladinha, mais ele não fez nada . Ela para de chupar e começa a me beijar mais do que rapido ele encaixa minha vara no meio da sua xaninha e a empurra pra dentro, solta um gemido alto, com um som sensual, e desliza pra frente e pra tras, mexe, rebola, jogas os cabelos, uma maravilha, muito gostoso ela não para, meu irmão por de baixo do lençol começa a tocar uma punheta, e ela vendo isso pula mais alto ainda, sentada em mim apoia as mãos no meu corpo e ficando subindo e descendo, empinando a bunda toda pra tras e sempre que descia sua bucetinha estava mais molhadinha, e empurrava o maximo que conseguia pra dentro e subia de novo, nossa me segurei pra não encher ela de porra, ela começa agora a por em pratica seu plano, e diz :



_ Amor ! Eu quero fazer uma coisa diferente hoje !



_ O que voce quer fazer ? Ivan



_ Quero meus dois buracos tampadinhos ao mesmo tempo ! Camila



_ Qual buracos , amor ? Ivan



_ A minha bucetinha e meu cuzinho, como que eu faço pra fazer isso, acho que eu precisar de mais um pau ?



_ E onde eu vou arrumar esse outro pau agora Camila ? Ivan



_ Ah, se o Juan quiser, pode ser o dele, voce quer Juan ? Camila



Nesse momento meu irmão que até ali estava quietinho na dele, de vez enquando ele se contorcia na cama, mais não tinho tido nem uma ação fora do esperado, mais tenho certesa que ela quando se arreganhava para o lado dele esperava que ele pulasse da cama e metesse a vara nela, ele abaixa os lençois e mostra seu pau pra ela, que mexe mais gostoso ainda em cima do mim, chega a virar os olhos de tesão, e durante um minuto de silencio estamos os tres ali, ela sentada no meu pau e olhando, pra nos dois, ele batendo uma e olhando, pra ela e eu empurrando o meu pau lentamente pra dentro dela, que a cada estocada vibrava mais .



_ Lágico que eu deixo !, mais como eu faço pra brincar com voce cunhada ? Juan



Camila levanta de mim e vai até ao lado da cama dele se ajoelha ao seu lado, mete a mão em seu pau e começa a acaricia-lo, faz movimentos de vai-e-vem, pra cima e pra baixo, isso vai deixando ele louco, ela começa a chupa-lo, abre as pernas dele e fica no meio, ajoelhada, o chupa tão forte que chega a arrancar gemidos e ela diz gemendo :



_ Nossa amor é de familia esses exageros de rola !!! Ai que delicia !!!



O menino não consegue nem ficar mais sentado, prende os dedos no cabelo dela, e começa a fazer com que ela engula seu pau, ela chega a engasgar mais não para em nenhum momento e sempre com aquele ar de quero mais, ele a puxa para cima de si, ela perde o controle da situação, os dois se agarram, ele beija o corpo dela, chupa os seus peitinhos, passa a mão sobre a sua cintura a levantando e a esfregando em seu pau, que estava latejando de tão duro, foi tão rapido que ele ainda estava com o short's pela metade da pernas, ele era forte a levantava como se fosse uma boneca, e ela sempre grunindo e gemendo, ela com o pé abaixa os short's dele que agora esta totalmente nú, isso a deixa mais louca ainda, ela joga ele na cama e vai pra cima dele, tenta enfiar o pau dele pra dentro de si quando ele a pega pelo meio dos braços e a deita na cama e logo se deita em cima dela abre as suas pernas e enfia dentro dela, tudo de uma vez sá, ela solta um gritinho :



_Aiiii !!! Que delicia moleque !



_ Moleque, olha o que o moleque vai fazer com voce ... Juan



E começa a foder ela violentamente, ela segura as mãos na cama pois toda vez que ele vai pra cima a cama pula junto com os dois, ela geme, xinga, grita e o pressiona contra o seu corpo fazendo os dois ficarem grudados, e assim ela começa a soltar gemidos de prazer, estava gozando a cadela, nisso ela passa as pernas por cima dele se abre todinha, e solta um gemido mais alto, gozou .



Os dois ali na cama de solteiro ofegantes, mais ele ainda não havia gozado, ela mais que prontamente apás puxar um pouco de ar pra si começa a chupa-lo novamente, mais para olha pra mim, pega a mão dele e o tras para a nossa cama, assim que ele se arruma, ela vem e se deita no meio e com as mãos nos dois paus vibra de emoção, ali começa a tocar uma punheta para os dois, se enclina um pouco pra cima de mim e cai de boca no pau dele, ficando de costas pra mim, pega a minha mão e coloca sobre a sua cintura, para de chupar por um segundo olha pra mim e pede para enrabala, no mesmo momento atendo o seu pedido, levanto um pouco as suas pernas encaixo minha pica em cima da sua bucetinha e de uma vez so empurro pra dentro, ela da um pulo e quase cai por cima dele, mais logo volta a chupar ele, enquanto eu meto nela com força, ela fica louca de tesão, geme sempre mais e mais alto, vira de lado pra me chupar e empina a bunda pra que meu irmão coma ela, ele a segura pela cintura e coloca o seu corpo de quatro pra ele e em frente a mim, ele estava se saindo um profissional, ela louca com isso me chupa muito mais gostoso, e assim que ele empurra a vara pra dentro dela, com força, e ela que adora dar de quatro estava adorando tudo aquilo, quando ele metia mais fundo a puxava um pouco ela pra frente e ela parava de me chupar, puxei ela pra mim com tudo, ele achou que ia brigar com ela, pela forma como fiz, mais não foi isso o que eu fiz, a deite em cima de mim e logo meti minha vara dentro dela, metendo pedi pra ela virar de frente pra ele sem tirar meu pau de dentro, ela atendeu meu pedido, e ele ainda tava em pé em cima da cama, com a mão na vara tocando uma lentinha, vou ouvido dela e peço pra ela pedir pra ele chupar o grelinho dela enquanto eu estou fodendo ela, ela diz :



_ Juanzinho vem aqui chupara minha bocetinha, vem amorzinho, enquanto seu irmão me come !!!



Ele abaixa para um pouco mais mete a boca no grelo, isso me deix louco e a ela tambem, quanto mais eu meto, mais ela geme e ele chupa, estavamos todos embalados naquele momento de luxuria, ela gozando de novo, sá que agora mais forte, delicioso ouvir seus gemidos, passou a mão sobre os meus braços e apertava, e fazia muitos ais e uis, eu louco, pra que meu pau escapasse pra fora dela e batesse na cara dele, pra ele aprender a não comer mais a mulher dos outros, mais a buceta dela estava apertando o meu pau la dentro como se o segurasse, mais eu não parei de meter nela em nenhum momento, mais senti a baba dele escorrendo no meu pau e deixando ele mais lubrificado, senti um calor imenso e uma vontade de gozar fortissima, mais me segurei, tirei a vara de dentro e mandei ele meter, ele mais que rapido enfiou nela que não parava de gemer e se contorcer todinha, era delicioso ver ela dando mais o peso dos dois começou a me incomodar, pedi para sairem de cima de mim, e ela se deitou do meu lado, foi quando lembrei que ela quando estava muito excitada deixava eu botar no seu cuzinho, que era um anelzinho muito apertado e guloso, que ela demorava a abrir, mais quando abria nossa dava gritos para não parar, ele ali em cima dela metendo denovo violentamente, pedi pra ela ir por cima, ele parou de meter, caramba o moleque ainda não gozou, e ela ta encharcada de tanta paulada que esta levando, ela se posicionou em cima dele e com a mão enfio a vara pra dentro da sua bucetinha, que de tão lubrificada que estava, o pau deslizava pra dentro, comecei a ajudar ele meter nela mexendo ela pra cima e pra baixo, e isso a deixava louquinha, ele parecia que gostava tambem, pois ela tava deslizando no pau dele com muito carinho, assim o pau sente mais a buceta e fica facil gozar, mais não era isso que eu queria pra agora, abaixando ela devagar, posicionei ela de um modo que seu cuzinho ficasse todo exposto, assim eu fui esfregando a cabeça do meu pau, na sua bunda que estava toda melada, passava por cima e ela olhando pra mim com cara de quem pede mais, enfiou a cabecinha pra dentro, ela pede ao meu irmão pra fode-la mais forte, ele que parece que ja esta sem forças, volta a meter mais forte, enfio minha vara cuzinho a dentro, ela solta gemidos, e se treme toda, parecia que era de dor, mais não quiz parar ela não queria dar pra dois, continuei atolando o pau nela cada vez mais forte, quanto mais ela reclamava mais eu queria arregaçar o cuzinho, e fodi que cheguei a perder a força nas pernas mais não parei de meter nela em nenhum momento, ela estava adorando tudo aquilo, sendo fodida por dois machos roludos, bonitos e bons de cama, sim meu irmão tambem era bom de foda como eu, a todo momento falava, do tamanho das varas que estavam dentro dela, pedia para não pararmos que ela estava adorando tudo aquilo e metemos, fodemos ela por mais de duas horas sem parar, e quando todos gozamos, eu dentro do cuzinho dela e ele na boca dela, paramos um pouco pra descansar e logo caimos no sono.



Acordei de manhã com ela me chupando e dando pra ele de quatro novamente e assim foi o nosso fim de semana, foi um dos que em mais gozei até hoje e o mais gostoso na vida do meu irmão que até hoje é o amante oficial da minha esposa, e mesmo voltando a falar com o meu pai, vem todos os fins de semana na minha casa me ajudar a foder minha esposa, que agora esta cada vez mais feliz e realizada, e sempre que pode tras uma amiguinha pra mim e agora temos uma vida sexual mais feliz do que era antes ...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS



contos porno meu pai me estrangulou e me comeucontos eroticos igrejacoto erotico cachora da minha espozacontos porno de casadas o velhoCasada viajando contosmarido dormiu eu me depilei toda contosContos eroticos mulher cuzeiraContos eroticos com animaiscontos eroticos tia tucaconto erótico- surpresa da mÃemeu primeiro namoradinho gay contoconto erótico de menino chupador de paucontos eróticos gay surubacontos eu senhor josecontos eróticos meu marido insistiucontos de cú de irmà da igrejatravestis do cine iriscontos de coroa com novinhocontoeroticoarregacadaContos eroticos me transformei numa mulhercontos eróticos mulher bundudaContos eroticos a crente do bundao grande e o mendingoConto erótico sobrinha avó internadoconto erotico incesto sonifero filhaConto de Uma dívida com meu genro e teve que dar o c* para ele porno conto meu primeiroamorconto anal carnuda carentecontos eróticos de novinha dando para garanhãoconto erotico viadinho brincando vestiu calcinha e shortinhosogra lesbicaPuta desde novinha contosporno incesto contos eroticos familia pecadoestupro lesbica conto erotico 2018Casadoscontos-flagrei.ele me comeu e eu virei bichaEla estava de minisaia centada na cadeira com as pernas arreganhada e por baixo damesa dava pra ver a calçinha,tem video?casa do conto erotico velhascavalonas de casa disse apertadacomtos.eroticos a professora e o aluno marrentocontos estupradas por piveteso pau do meu irmao era muito grande nao cabia na minha boca, contos eroticosfiz sexo pra passar de semestre contosContos Marido virou viado na lua de melContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorminha vizinha poliana muito gostosa contosconto erotico gay tv a cabogrande familia dona nene dando a bucetaconto erótico gay chupei sem querercontos-contraindo o cuzinho no teu paunovinhas escoteiras abusadasContos eroticos tristeza primeira vezconto erotico caronacomtos de fodas com travetis e mai e pai e filhosporno gay cara com video game no rosto e o outro chega fode logominha enteada inocente conto eroticoContos vamos comer o cabacinho delacontos eroticos fui com meu sobrinhoMAE E FILHA E TIA EM SURUBA CONTOurso velho peludo gay contosNovinha desmaia de tanto gosa conto eroticocontos eroticos encoxada na linha azul de calça brancavídeo pornô pica da cabeça enrolada redondadazoufiliacontos gay ladrãocontos erotico de puta dando a bundo pro velho taradoDei o cu pro tio contossexo meu irmao quer fazercontos eroticos marido violentando esposafui arrombado contos gaysBebada, dei para o amigo conro eroticosubria/luiza/fudendo/na/fazendacontos eroticos de irmã chupando pinto pequeno do irmão novinho de idadeCasada viajando contosconto.erotico.chamando.mulher.crenti.pra.fuderconto erotico filha mamae me ensinou a ser putinha parte 2contos cheiro dela eroticosconto gay "nao puta"meu marido foi enrabado a minha frente, contoscontos eróticos menina dá o c* por balasconto quando fiz dez anos dei minha xoxotinha para o meu padrasto caralhusocontos eroticos com sogro e sograConto erotico minha mae coroa virou a minha cadelinha.comdei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticocontos di novinha no sitiocontos. senti o pau do meu pai na minha bundameu namorado transamos devagarinho contosBabando no pau do papai contoseroticos