Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DEI MEU CUZINHO PARA UM COLEGA DE TRABALHO

Meu nome é Tâmara, sou brasiliense, tenho 28 anos, 1.70m e 59Kg. Faço o tipo mulherão com corpo de violão, porém sempre fui discreta e até ruborizo facilmente quando sou paquerada. Sou casada e meu marido é muito ciumento. Nunca fui santa, mas também nunca fui puta.



Há três meses fui transferida a trabalho para Natal, capital do Rio Grande do Norte. Lá conheci um cara chamado Alexandre. Foi paixão a primeira vista. Longe de meu marido eu, completamente carente, fantasiava com esse homem que, percebendo o meu interesse, alimentava minhas expectativas. Mas como ele também era casado, não foi fácil criar um expediente para um primeiro encontro. E era uma tortura sonhar com ele todas as noites e não poder tocá-lo. Um dia tomei coragem e parti para o ataque. Comecei me declarando. Ele escutou, foi muito doce, mas não fez nada. Alguns dias depois fui mais direta: pedi um beijo. Ele me beijou – foi o melhor beijo da minha vida. A essa altura meu fogo sá crescia. Queria esse homem de qualquer jeito. Finalmente, pedi que ele subisse a meu quarto, no hotel onde estava hospedada. Começamos com beijos mais quentes. Depois passamos ao roça-roça. Suas visitas passaram a ser mais constantes e a cumplicidade foi aumentando. Nunca havia engolido porra, mas ao ver aquele pau gostoso, todo durinho para mim, tive vontade de chupá-lo e chupei tanto, tão gostoso, que quando menos esperava estava o leitinho descendo pela minha garganta, tão quentinho e gostoso. Fiquei viciada. Queria mais e mais. Depois disso, senti despertar meu lado putinha.



Certa manhã, antes de irmos para o trabalho, marcamos de nos encontrar em meu quarto. Acordei cedo, tomei um banho delicioso, coloquei perfume e uma maquiagem de vadia e o esperei usando apenas uma calcinha vermelha, uma sandália de salto alto e um par de brincos. Foi maravilhoso, ele com aquele corpo definido, lindo. Com seu pau duro e quente esfregando em minha bucetinha enquanto chupava meus peitinhos rijos. Quando ele arrancou minha calcinha e penetrou, estava quase gozando. Gozei gostoso. Depois ele meteu com mais força e gemeu, gemeu forte como um cachorro vadio. Fiquei maravilhada com o que estava me acontecendo.



Para minha surpresa, dois dias depois de nossa manhã de amor, soube que ele iria viajar e eu também. Tratamos de tirar o atraso naquele dia mesmo. Ficamos até mais tarde e aproveitei para tomar mais um leitinho. Ficamos separados por 1.500 Km, mas o tesão não passava. Agora me sentia uma prostituta. Fantasiava de todos os jeitos, seduzia outros homens. Queria porque queria dar meu rabinho (virgem), mas tinha que ser para Alexandre! 19 dias depois de nossa separação enfrentei 4h de vôo para encontrar meu macho. Vesti-me como uma prostituta para encontrá-lo no aeroporto. Minissaia, salto e decote. Beijamos-nos ardentemente no elevador aos olhos de todos. Seguimos para o motel e finalmente pude realizar meu desejo. Dar o meu rabinho. Fiquei de quatro, passei um gel no cuzinho e no pau dele e fiquei olhando no espelho a espera que ele montasse em mim como monta a um cavalo. Sua expressão foi máscula, excitante. Ele meteu de vez e com toda a força. Dei um grito, mas sem dor nem sofrimento. Sá prazer, prazer de ver aquele homem me possuindo, em pé, me comendo e gemendo. Adorei. Ele poderia ter me quebrado em duas que eu iria gostar. Fodi de todo jeito. Até uma garrafa ele meteu em minha xoxota e eu gozei, tomei leitinho ainda queria mais.



Depois de Alexandre, passei a me sentir uma mulher plena, senti vontade de trepar com todo tipo de homem, branco, preto, magrinho, fortão. Descobri a puta que existe em mim e ainda estou descobrindo outras formas de seduzir e de gozar. Tenho a impressão de que sempre serei dele e muito mais dele do que a qualquer outro (tenho a certeza de que terei muito outros).



Esse é o meu primeiro conto. Espero que gostem.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS



baixinha bronzeada transando com homem fortaoconto de insesto fode essa buçeta meu filhocontos de coroas safadas no cacetaocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaconto erotico sou vadia e meu marido nem desconfialer contos de padres tarados estrupandoscontos eroticos gay problemas mentaistransei com meu filhocontos eróticos minha calcinha bi matoconto erotico castigocontos eroticos sequestrocontos eroticos so eu e meu gato na chacaraamiguinha d minha bem magrinha putinhacontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eroticos vovoconto de desmaiei com a pica grande no cuContos eroticos meu papai safado me comeu no meu quartocontos eróticos com vizinha viúvaconto erotico comviadinhogozando na submissa deitadacontos eroticos menina de 07anos dando a xaninhacunhada com previlegios pornsdepois da depilacao conto eroticoconto erotico inserto po acasoquad erotico a apostaso as japonesinha cabiceiras trasandocontos eróticos lua de melcontos eroticos minha namorada virgemcontos eroticos gisacontos eroticos sobre voyeur de esposaRelato transei com uma gostosa chamada fabianaconto minha madrinha feis eu dar a buceta virgem pro padrinhoMe comeram ao lado do meu namoradoilustracao de como é um penis de um cao dentro da cadela np cruzamentoincesto conto dia de trovoadacontos eróticos pai iniciado filhacontos eroticos lambendo bucetadconto erótico da mulher q pedia pizzaincesto furapornocontos eroticos mendigo gays orgiapeguei minja mae e irma de calcinha contoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticos pauzao do papaizoofikia contis eriticos homem aosixonado pela eguaconto fiz troca troca com meu amigo depois de velhosafada desde pirralha contoscontos eroticos minha namorada traindo com meu melhor amigotitia perguntou se ja tinha comido um cuzinho contoscontos eroticos uma senhora de. bem parte 6incesto na favelavhupou minha buceta lesbicaconto eróticocontos eroticos filha obedienteme seguraram e um jegue me arregaçou contos eróticosConto erotico minha mulher alivia os punheteirofotos de grandes pirozoesContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de amigas dormindo econt erot casada assusta ao ver pintao do negaocontos eroticos sou viciada na pica do meu filhoConto erotico no sitio casa de dois comodosContos de putas safadasbotei minha mae prachupa meu pau ela pensou que era meu paicontos de mulheres recem casada que gosta de da o cu o marido não gostaAcordei com o cuzinho cheio de porra contoso ajudante de pedreiro chupou minha rola quando eu tinha dez anoscontos eroticos minha mulher apanhaContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar pes de primasContos eroticos engravidei a indecisahomem deixar você anda mulher toda arreganhada tanto transarcontos/casado depilei a bundinhatava de sunga gozada no clube contos