Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ESTUPRO NO CLUBE

Tudo aconteceu num domingo à tarde.

Estava sol e eu tinha ido para o clube me refrescar um pouco.

Sempre fui muito discreto e liberal com relação ao sexo. Curto garotas, mas o que eu gosto mesmo é de sentir um pauzão bem grande dentro do meu cuzinho. Voltando, devia ser mais ou menos umas 15hs. Havia ido sozinho ao clube pra tomar um banho de piscina. Fiquei lá um bom tempo... claro que, mesmo com muita discreção, eu não deixava de reparar na rola dos carinhas que passavam. Foi quando meus olhos viram uma rola imensa. Mesmo por baixo da sunga, era algo fora do normal. Fiquei tão espantado (e excitado) que dei bandeira. Quando me dei conta, percebi que ele tinha me visto olhando pro seu membro. Desviei o olhar, disfarcei e fiquei na minha. Percebi que ele estava com um grupo de amigos, mas evitei ficar olhando.

Por volta das 17hs a piscina do clube fechou. Peguei minha toalha e fui em direção à lanchonete. O clube fechava às 19:00 e eu não estava a fim de ir pra casa ainda. Pedi um lanche e um refrigerante e fiquei por ali mesmo, vendo TV. O cara foi até a lanchonete com os amigos dele e ficamos por ali um tempo. Procurei ficar na minha pra não dar mais bandeira.

O clube, aos poucos, foi esvaziando. Mais ou menos umas 18:40, resolvi que era hora de tomar banho. Fui ao vestiário, peguei minhas coisas e fui tomar meu banho. O vestiário estava vazio aquela hora. Foi então que percebi que uma galera havia entrado no vestiário também. Eles pareciam esta procurando alguém, até que um deles foi até o chuveiro, me viu e gritou:

"Achei! O viadinho tá aqui!"

Gelei! Meu coração quase parou! Eles eram em seis e eu já estava imaginando a surra que eu iria levar. Em poucos segundos eles chegaram. Fiquei estático, sem dizer uma sá palavra. Então, o cara que tinha me visto primeiro, pegou uma toalha, enrolou no meu pescoço e começou a me arrastar pelo vestiário, me levando para onde ficam os bancos onde o pessoal se troca. Então, ele amarrou meus braços pra trás com a mesma toalha e, virando-se pros outros, disse:

"Quem quer ser o primeiro?"

Tentei sair dali, ameacei gritar, mas um dos caras, o mais forte deles, deu um tapa no meu rosto e disse:

"Não agita, não, viadinho! A gente vai arrombar esse seu cuzinho de mulherzinha e vc não vai falar nada! Se não a gente te enche de porrada!"

Fiquei quieto. Um a um eles começaram a me enrabar. Eles pareciam uns animais! Me fodiam com força, não se importando em me machucar. Na verdade, eles pareciam querer isso mesmo! Eles metiam no meu cuzinho como se estivessem metendo em uma dessas bonecas infláveis e, toda vez que eu tentava gritar de dor, um deles vinha e enfiava a rola inteira na minha boca, me fazendo, por muitas vezes, engasgar e até vomitar, tamanha a violência com que faziam.

Fiquei ali não sei por quanto tempo. Então, aconteceu o pior... dois deles (o cara que eu tinha fitado e o grandalhão que bateu em mim) se posicionaram estratégicamente atrás de mim e começaram a meter ambas as rolas no meu cuzinho. Tentei me mexer, sair dali, mas repreendido com outra bofetada, dessa vez mais forte.

"Fica quieto! Quer levar porrada, é?! Fica quieto enquanto a gente rasga esse seu cuzinho pra vc aprender!"

Então, eles começaram a socar no meu rabo. Eles começaram alternando o vai-vem e, depois de um tempo, começaram a me puxar pelo quadril, me fazendo sentar nas duas rolas. Tentei usar as pernas pra me apoiar, mas um dos caras veio e puxou meus dois pés, me fazendo sentar de uma vez nos dois cacetes! Aquilo os excitava ainda mais! Enquanto os dois me fodiam no cu, o restante revezava-se na minha boca, dando tapas na minha cara, me xingando e me humilhando. Quando resolveram gozar, dois deles me fizeram beber toda sua porra, enquanto o restante preferiu gozar na minha cara e no meu cuzinho. Depois disso, pegaram seus celulares e começaram a tirar várias fotos de mim todo gozado.

"Agora, vai funcionar assim, seu viado do caralho! A gente vai foder com vc sempre que a gente te ver por aqui! Se vc deixar de vir pra cá, a gente põe essas fotos na net, se vc vir a gente e tentar sair fora, a gente põe as fotos na net, se vc falar pra alguém que a gente te estuprou, a gente põe as fotos na net! Fui claro?"

Respondi apenas com um aceno de cabeça.

"Ótimo!"

Depois disso, eles amarraram meus braços e pernas na cadeira do vestiário. Socaram um vidro grosso de shampoo no meu cuzinho e me deixaram lá enquanto tomavam banho. Quando me desamarraram, caí no chão, com o cuzinho escorrendo porra e sangue... mal conseguia ficar em pé, enquanto eles saíam rindo e se vangloriando por terem me arregaçado.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS



metendoo con vpontadi pornocontos fidi minha cunhadinha de onze anosFoto casaro de gordinha de calcinhaminha novinha tarada contoconto erotico o pedreiroquero história de homens vizinho um comendo o cu do outro pulando muro à noitecontoseroticos negaocontos eróticos comi a bunda da minha tia enquanto meu tio dormircontos eroticos enfermeirasconto estrangeiro picudocontos de corno surpresacoto erotico de espoza puta na baladasomos putas no colegio contosconto fui por cima do meu primoconto esposa do bucetaocontos eróticos com fotos esposas estupradas submissasfui trepada pelo jegue di meu sogro. conto eróticoconto erotico fui pro bar escondidauiii tira por favor tiraaaa nxxxcontos gay padrasto negro dotado bebadoaproveitando da cunhadinha bebezinha nos contos eróticosContos e fotos de sexo no carnaval mtaputariacontos eróticos de mães e filho de pau grandewww.meti na minha filha a forçacontos eróticos de chuva com irmãconto transando com ladraocontos eróticos o cachorro me lambeu na piscina dos meus pais enquanto eu tava dormindo Novinha Bebi porra do meu amigo contocontoseroticos erotico desejo da mlnha esposaporno aniverssrio do sobrinho a tia fudet com eleprimeira vez em fraldas tesãofodida no sono contoscomi a enfermeira contoscontos eroticos minhaae compra roupa de mulher p mimcontos de travestis comendo os patroescontos eroticos esfreguei um bundão gostosodei para um cavalo contos eroticoConto picante e real o genocogista da minha mae gay passivoé bom chupar pau cheio de sebo contos eroticoscontos eróticos recém nascidovoyeur de esposa conto eroticoConto erotic dormi na casa do vizinhocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticos estupradacontos eroticos de meninas novinhas/conto_19045_eu-minha-irma-e-minha-prima.htmlcontos de pagando com ocúcontos eróticos é hoje que vou te fuder todacontos minha tem buceta gostosa ela ta dando pra outro picudoconto vendo cunhada casada peladinhacontos eroticos aposta na escolaContos mão dentro do ônibuscontos transei com velha e buçetuda sou tarado para fuder o cunhadinho afeminadocontos eroticos estuprada no cine porno com o maridocontos entre mãe e filho picudo no banheirocomendo minha sobrinha novinhacontos eroticos gay mamando leite grosso do aposentadoconto erotico a esposa do pastorler conto de viuvo carente fode vizinha solidariacontos eroticos jingridsou louca por anal sou evangelica conto pornoVideos porno porra boca raquel falando do prazer gozou duas vezes na sua bocaconti erotico a massagista enfiou o dedo no meu cu e chupacontos eróticos de bebados e drogados gayschorei mas aguentei tudo contos eróticosconto erotico esposa sendo duplamente penetradacontos erotico quando fui com uma revistA DA ABUSADAcontos sou safada dei meu bundao pro meninocontos eroticos comendo mae do amigocontos eroticos padres e zoofiliacontos bebendo porra contos eroticos fui corno na lua de mel e gosteiconto transei com borracheirocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaconto seduziu heterocontos eroticos fudendo a mae travesticontos eroticos comi a magrinha peitudaContos eroticos de podolatria com foto desejando tira as meias dos pes de primas pra chuparfudeno a amanda e nanda duas gostosinha mobileMeu primo volume grosso enorme novinho contocontos porno dava pro meu padastro