Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DESDE PEQUENA

Desde que me entendo por gente sempre gostei de sexo, mesmo antes de saber o que era. Minha mãe separou-se do meu pai quando eu tinha 4 anos, ficou um tempo sozinha depois começou a namorar um carinha e depois de um ano ela resolveu que eles deviam morar juntos. Minha mãe tinha na época 24 e eu tinha 7 anos. O cara era legal, sempre me deu muito carinho e atenção procurando fazer quase todas as minhas vontades. Como eu era acostumada a dormir com minha mãe, quando ela casou de novo eu não abri mão de continuar dormindo com ela o que causou um certo incomodo em meu novo padrasto a principio pois eu tinha medo do escuro e ele teve que colocar um abajuzinho com a luz azul aceso a noite toda pois se acordasse e tivesse escuro eu começava a chorar. Quando era de noite íamos para cama os três e quase sempre eu dormia primeiro que eles e era comum eu acordar com a cama balançando e minha mãe falava para eu dormir que meu padrasto estava ninando ela para dormir, e eu acabava dormindo de novo. Mas o tempo foi passando e eu passei a prestar mais atenção nesta brincadeira e qual não foi a minha surpresa quando eu fingindo que estava dormindo vi minha mãe tirar a roupa e começar a se esfregar no meu padrasto subindo ate colocar a bichinha dela na boca dele. Eu pensei: será que é assim que ele bota ela pra ninar???? Meu padrasto chupava a bichinha da minha mãe e ela parecia uma cobra de tanto que se retorcia ate que num gemido mais alto ela foi ficando molinha e arriando em cima dele. Achei aquilo muito estranho mas ao mesmo tempo sentia algo gostoso dentro de mim e minha bichinha parecia que estava com febre, eu ali quietinha fingindo que dormia. Pensei que tinha acabado mas era apenas o começo pois depois que minha mãe se recuperou deu um beijo na boca dele e veio descendo com a boca por seu peito, que peito lindo e cabeludo, foi descendo ate tirar a cueca dele e pela primeira vez eu vi um pau ao vivo e a cores, mas por pouco tempo pois minha mãe deu um beijo na cabeça e depois engoliu ele inteiro, não acreditei que minha mãe conseguisse colocar aquilo tudo na boca pois não era pequeno, mas ela continuou chupando e engolindo ele todo, tirava ate a cabeça e depois engolia de novo, ora ela parava e passava a língua na cabeça e lambia ate o saco, aquelas duas bolas cobertas de pelos pareciam bolas de ping-pong e depois voltava a engolir tudo denovo chegando a fazer barulho de tão forte que ela chupava. Ate que meu padrasto começou a gemer e segurar a cabeça de minha mãe enterrando fundo no pau dele, e vi minha mãe satisfeita engolindo alguma coisa que escoria pelos lados da boca dela. E continuou chupando chupando por um tempo e aquele pau continuava em pe, hoje sei que minha mãe chupou ate que ele ficasse duro novamente, então tirou ele da boca e colocou em sentou em cima dele fazendo ele desaparecer todinho em sua bichinha, começando a subir e descer tirando ele todo para fora e fazendo sumir novamente, ficou assim por um bom tempo ate minha mãe começar a gemer novamente e tremer sem eu enteder porque, fiquei ate com medo que ela tivesse passando mal. Meu padrasto continuou socando aquela tora por mais alguns minutos e depois pediu que ela ficasse de quatro. Minha mãe se ajeitou na cama para não me incomodar e ficou de quatro na lateral da cama, meu padrato pegou uma pomadinha que ele tinha em baixo do travesseiro e começou a passar atrás da minha mãe, quando ele fez isso pude ver de perto aquele pau lindo e duro apontando para o alto. Era realmente grande com uma cabeça vermelha e brilhosa, que so em escrever me enche a boca de água. Em seguida passou na cabeça e espalhou em todo pau e começou a empurrar em minha mãe por trás bem devagar, minha mãe gemia e pedia calma ate entrar tudo. De onde estava vi aquele pau sumir pouco a pouco no cu da minha mãe, então ele começou a entrar e sair a principio devagar e depois foi aumentando o ritmo as vezes tirava tudo e colocava de novo ate que vi ele se enterrar todo dentro dela e dizer que tava gozando, minha mãe começou a rebolar com aquelçe pau todo enterrado nela ate que aos poucos foi saindo já não tão duro como antes mais mesmo assim lindo Depois eu conto mais, afinal isso não foi nem o começo, afinal eu era menininha ainda e não sabia destas coisas. As coisas foram melhorando com o passar do tempo. Se quizerem depois eu conto. Beijinhos [email protected]



E-mail= [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS



contos comiminha primacomprei a Cristina da mãe bêbada contos eróticosconto erotico vestida com calcinha vestido no cine eroticominha calcinha no banheiro contosContos eroticos de podolatria com fotos tentando chupar pes de primas dormindocontos eroticos dona florinda contos q lambidinha deliciosa papaime comeram contos teencontos meu marido da pica pequenaFamília contos eróticoscontos de coroa com novinhoconto erotico dei meu cu em um.lugar inuzitadoconto amasso proibidoConto erotico comida por dois pirocudonem peitinho teen grita na pau do vocontos er senta devagarContos Eroticos de meninos gays no orfanatoFiquei parado olhando a bunda delacontos eróticos de incesto com a irmã caçulaflagrei meu filho batendo punheta e deixei ele me foderpeguei carona com o meu namorado e os amigos deles e eles me puderam gay Meu padrastro negro fodeu minha cona. Conto erótico heterossexual.contos real consegui pegar a namorada do meu irmaocontos travesti que sai leite dos peitospornô mobili com coroa e vamos até gozartio gordo dormindo conto eróticohomens hetero bebado se engana e passa.a noite com travesti roludoamigo de infancia negro e roludo dominou a minha esposa novinha e a mim...virei chifrudo e viado contoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eróticos de bebados e drogados gaysContoseroticostresConto erotico forçado com animalcontos dando para minha familia parte 2contos eróticos longos viagemcontos coroas minha chefecontos eroticos putinha pagando a conta do paiminha visinha medica. Casada contoscontos porno de madame recatada virando puta do seu empregadoContos eroticos No bar sozinhaMeu primo me convenceu a mostra meu pau para elevideo de namoradosendo cornodando/o cabaço pro titio conto exitantealuna coroa contocontos eroticos de marido corno bebedor de porravirei puto do vovo conto gayesposa chantagem conto eroticoprimeira vez com o primo gay contocasa do conto erotico velhasDiário de uma putinha contos eróticosCavalo discabasando uma jumrentabuceta filha da puta machucou meu pau au em fiar na sua buceta gostosacalcinha usada da vizinha safada contoscontos de cú de irmà da igrejamulher pohen o muscolu da buceta pra foracontos eroticos seioscontos eroticos quanto vi aquele pau mostruoso o meu cu piscoSequestri e estruprei conto eroticocontos eroticos filhinhaConto homosexuais de enteadosputa do orfanato contoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaTennis zelenogradcunhadavidiopornowww.xconto.com/encestopapai pauzudoconto erotico caronacontos eroticos era enorme"muito aberto" gay contoContos de sexo entre a minha mulher e o vizinhiContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar os pes de primas dormindoporno minha vizinha safada mim chama para segurar a escada para ela"muito aberto" gay contocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticos de irmã chupando pinto pequeno do irmão novinho de idadeconto erótico fui chantageada pelo meu primo Fernando que comeu a minha mulherConto mete ai ai uiui no cucontos eroticos real dogging com casada timida Meu+irmão+arrombou+meu+cu+a força+conto+eroticotravesti pau duro contosconto erotico imcesto gay sexo familia bifisioterapeuta fiquei com o penia duro contos eroticoscontos eroticos estupro da cegacontos eroticos pedreirocontos eroticos comi o cuzinho da minha colega de trabalho no estoque realcontos eróticos de bebados e drogados gaysConto erotico traindoapagou as luzes so tinha homem conto gayContos eróticos! novinho da bunda afeminada foi arrombado na construção