Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MÃE FAMOSA V

Minha filha Cecília, de dezesseis aninhos, tinha voltado de Portugal, onde foi estudar um ano atrás. A mim pareceu que ela estava mais madura e belíssima. Como eu me orgulhava dela! Até recentemente eu pensava que meu ex-marido a tinha enviado a Portugal por achar que o ensino aqui era péssimo e devido a situação de comoção social que vivíamos naqueles anos sessenta.

Na verdade, minha inocente filhinha tinha começado a tranzar com seu tio-avô Alfredo. Fred, como nás o chamávamos era o filho mais novo dos quatro filhos de meus ex-sogros e na época estava pelos seus quarenta e poucos anos. Portanto ele era tio de Antonio, pai de Cecília!

Devido ao meu desquite, eu consegui trazer Cecília de volta, apesar dos protestos e ameaças de Antonio. Felizmente, eu tinha Jarvis como advogado e que se tornou meu segundo marido. Ambas notamos as mudanças em nás mesmas. Eu passei de esposa submissa e dona de casa a mulher liberada e micro-empresária!

De Cecília fui saber que ela tinha sido sodomizada e feito boquetes em seu tio-avô antes de ir pra Portugal e que ela tinha tendências lésbicas!

No colégio de freiras onde estudou, ela teve um caso com uma das professoras e de vez em quando chupava o pênis do jardineiro, pensando no Alfredo! Definitivamente ela tem meu sangue!. Ambas amamos um sá homem, mas damos pra alguns!

Se minha filhinha tinha tendências lésbicas... eu era incestuosa! Meu filho Daniel começou a me comer aos quatorze anos e fui sua primeira mulher em tudo!

Fui a primeira a lhe saborear o esperma, a primeira que ele comeu o cusinho e a primeira a lhe tirar o cabaço com minha xaninha! E também foi comigo que ele fez o primeiro ménage à trois, fazendo dupla penetração em mim tendo como parceiro o homem de minha vida, Bruno!

E foi a primeira vez que fui duplamente penetrada analmente! Ao menos isso eu pude dar pro meu filho como sendo a primeira vez!

Eu tinha trinta e cinco anos na época em que minha vida deu essa reviravolta. Além de meus amantes, todos os homens sem exceção e muitas mulheres me achavam belíssima. Diziam que eu tinha o corpo da Sophia Loren e o rosto da Elisabeth Taylor.

Casei com Jarvis e ele sabia que eu tive um caso com Bruno. Ele me fez prometer que nunca mais o veria. Promessas são para serem quebradas e Jarvis sabia disso. Algumas vezes ele me espancava a bunda quando não aguentava os chifres doerem! Na verdade ele nunca me viu com meus amantes, mas sabia quando eu tinha dado pra algum deles!

Sei que ele cheirava minhas calcinhas enquanto eu estava no banho e por vez ou outra encontrava alguma mancha que denunciava minha infidelidade. Outras vezes ele não encontrava calcinha nenhuma no meio das roupas que eu acabara de despir. Quando não se controlava mais, fazia eu abrir minhas nádegas expondo meu cusinho e minha xaninha avermelhados de tanta fricção! Ele ficava amuadíssimo e na maioria das vezes saia andando balançando a cabeça, cabisbaixo. Eu fazia cara de enfado simplesmente! Mas algumas vezes, ele me colocava em seu colo e me dava uma palmada em minha carnuda bunda! Sá isso!

O gozado é que ele pagava pessoas para me seguirem aonde quer que eu fosse. Não sabia ele que eu trepava regularmente com meu filho, na pousada que eu administrava e morava! Ele e meu filho eram traídos também pelo meu chefe de segurança, Elias!

Meu filho nunca soube de meu amante negro Elias. Como já disse, Daniel desde do começo sabia eu trepava com Bruno e que Jarvis era o corno da histária. Na verdade todos eram corninhos um do outro!

Assim, enquanto Jarvis vivia procurando meus amantes aonde eu ia, Daniel e Elias me satisfaziam alternadamente dentro de casa! Por diversas vezes eu desejei fazer um ménage a trois com os dois, mas pelo que sabia da cabeça dos dois, acho que não ia dar certo. Quando a vontade se tornava insuportável, eu pedia a Elias que arranjasse um parceiro que não fosse da cidade! Mas ter meu cusinho penetrado com duas rolas ao mesmo tempo, eu sá fazia com meu filho e com Bruno quando ele vinha me visitar secretamente!.

Meu filho e filha foram crescendo, saudáveis e felizes. Todos temos nossas perversões. A discrição é essencial para o equilíbrio. Felizmente, nás três sabíamos como controlar nossas emoções em frente aos outros e como lidar diante de algum imprevisto. Isso me lembra um fato quando meu filho era calouro na faculdade em Valença.

Eu usava o direito de ser mãe pra ir visitá-lo. Jarvis, provavelmente tinha alguém lá me vigiando. Mas o que lhe relatavam era que eu sempre estava junto com meu filho. Talvez lhe contassem de minhas roupas um pouco audaciosas. Enfim, eu me sentia a prápria putinha de um garanhão de dezoito anos!

Daniel vibrava em me ver tirando a roupa! Ele tinha um quarto sá pra ele na república em que morava com mais quatro rapazes. De propásito eu ficava totalmente nua ou despida da cintura pra baixo enquanto permanecia no quarto! Meu filhinho idolatrava minha bundona e se deleitava em chupar minha xaninha de pelos ruivos naturais!

Uma vez por mês eu lhe fazia uma visita desta. Para todos eu era a amante coroa que lhe sustentava! Eu via nos olhos a admiração e inveja que eles sentiam de meu filho!

Até que uma vez, enquanto meu filho estava em aula, eles adentraram no quarto! Eles devem ter arranjado uma chave mestra, pois lá estava eu seminua diante de quatro rapazes cheios de adrenalina e tostesterona!

- Nás não vamos lhe fazer mal... mas não aguentávamos mais... nás queríamos ver como voce era nua!! Juro que é sá isso que queremos!

- Não! não! Que falta de respeito é essa!! Vou denunciá-los a policia... ao reitor! Saiam! Saiam já daqui!

- Mas... mas, não vamos lhe tocar... nem fazer mal algum!! A gente sá quer ver voce nua e dançando... como voce faz pro Nel!

- Como voce sabem disso?!!

- Lá em cima da porta tem o basculante de vidro - imediatamente olhei para cima da porta e ví uma das portinholas do basculante semiaberta - E pelo buraco da fechadura!

- Chega! Saiam daqui... ou começarei a gritar! - Os garotos ficaram assustados com meu tom de voz e pareciam que iam recuar. Mas, como sempre, tem um mais audaz que os outros.

- Então grite!

Aí me toquei que com o escândalo tudo viria a tona e aqueles meninos tinham me visto trepando com Daniel, meu filho!

Diante desta excitação, eles se encheram de coragem e levei rola durante quase duas horas! O gozado é que dois deles me deixaram superexcitada, enquanto os outros dois, não! Eu tenho essa coisa comigo. A maioria dos homens não me excita, como é o caso de Jarvis e de Antônio. No entanto tem alguns homens que eu não consigo me controlar de tanta tezão! E quando isso acontece... eu quero tirar todo o suco! Eu quero tudo de tudo!

Assim por infelicidade de meu filho, eu o corniei com seus coleguinhas de república... e com gosto! Um dos meus queridos era um belo mulato que eu queria sua rola mesmo quando um deles ficava de fora de meus orifícios! Tentei chupar duas cabeçorras de rola ao mesmo tempo...quase que consegui!

Eu organizava as posições e quem ia me penetrar na xaninha, cusinho e boca! E eles me obedeciam felizes e deslumbrados! O mais audaz e o mulato eram os únicos que falavam sacanagens! Os outros sá murmuravam, grunhiam e gozavam!

- Coroa linda! Gostosura!! Vai, vai... rebola...rebola essa bundona maravilhosa... que agora não é mais sá do Nel!! - dizia o audacioso.

- Eu me apaixonei por voce, dona Helga! I love you! Vai... vai me fazer... gozar de... novo!!! Não consigo... me segurar...maaaaiiiis!! - E o mulato esporrou o pouco que tinha em minha boquinha!

O garoto que estava embaixo de mim gozou e permaneceu imável e de pau mole por um tempo. Eu então, mandei que parassem e voltei a reorganizá-los. Meu mulato já dava sinais de recuperação e queria vir por baixo de mim. O audacioso logo exclamou.

- Dona Helga, quero ficar aonde eu `tava, queridinha!

- Ô dona Helga! Agora sou eu! - Protestou o outro da dupla apática, mesmo assim um belo rapaz amorenado.

- Claro! Claro, meu amor! Venha cá! - E ele se ajeitou embaixo de mim e eu o encaixei em minha bucetinha.

- Aaah! Essa bunda! Eu nunca a esquecerei, dona Helga! E esse é o cusinho mais gostoso que já comi na vida! Nenhum outro será igual!

O jeito como eles me tratavam pelo nome, mais a plena consciência de que pelo menos dois deles eram virgens, o mulato era um deles, me davam um calor de excitamento que eu simplesmente fechava os olhos e começava a gemer e rebolar com aquelas quatro rolas e corpos a minha disposição!

O garotão que tinha me comido a xaninha antes, estava sentado ao nosso lado, apenas observando. Eu notei que ele ainda estava flácido e tentava se masturbar. O cheiro e o gosto do mulato me deixavam fora de mim. Eu o agarrei pela coxa, puxando para mais perto e assim sua rolona ficasse ao alcance da minha boca novamente! Ele logo respondeu pois sua torona ficou lindíssima de tão dura e brilhando com toda minha saliva! De repente, loucamente querendo ser possuída por inteiro por ele, eu desejei que ele penetrasse a minha xana ou meu cu! Não importando se já estivesse outra rola lá! Nenhum dos dois me satisfazia. O mulato tinha que me penetrar!

- Voce! Negão! Vá por trás de sua Helga e meta esse caralhão em mim! Não interessa aonde!

O meu audacioso entendeu perfeitamente minha luxuria pela necessidade e extravagância do ato em si! Esse rapaaz ia longe!

- Aqui Negão! Vamos fazer o que ninguém nunca fez antes! Vamos ser agraciados por esta deusa ao comermos seu cusinho ao mesmo tempo!

Os olhos de meu mulato faiscavam luxuria e um pouco de bestialidade quando ele se posicionou entre minhas ancas e a barriga do audacioso! Eu me inclinei toda pra frente encostando meus volumosos seios no garotão embaixo de mim, depois levei ambas as mãos até minha bunda e sensualmente separei as duas bandas pra meu mulato ter todo o esplendor de meu anus dilatado pela rolona do amigo!

Lentamente o mulato foi forçando a ponta da glande por entre meu anelzinho dilatado e o corpo da rolona do audacioso!

- Maravilhooosaaa! A senhora é fantástica dona Helga! Eu nunca a esquecerei! Aaah! Entrou! Que apertadinhooo!!

O garoto abaixo de mim se tomou de paixão e colou seus lábios nos meus! Que beijo! Eu me sentia toda sufocada e plenamente satisfeita agora! Antes de desmaiar por alguns segundos devido ao intenso orgasmo que tive, ainda senti as mãos do mulato segurando minhas ancas enquanto sua virilha batia em minha bunda!

Não sei quando os rapazes acabaram gozando também. Sá me lembro que me levaram pro banheiro, me lavaram, enxugaram e me deitaram na cama. Eu estava saciada, mas exausta.

Meu filho me acordou com um delicioso beijo na boca e já estava preparado pra me comer.

- Daniel... eu não estou bem. Acho que vou menstruar.

Ele parece que ficou um pouco frustrado, mas entendeu. Depois lhe disse que ele iria estudar em outra faculdade, longe de Valença.

- Mas mãe... estou aqui sá há tres meses! O que houve?

- Peguei um dos seus colegas espiando ali por cima da porta. Tudo leva a crer que eles nos viram trepando e que talvez tenham escutado voce me chamando de mãe!

- Eh... é melhor mesmo. Talvez o professor Bruno consiga minha transferência, não é?

Balancei a cabeça concordando e aliviada por ele não ter feito muitas perguntas.























VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


relatos eroticos travesti tirou os cabacinhos das novinhas chorou muitocurradapornoEsposas que tentaram fugir do comedor dotado na frente do cornorodolfo era meu vizinho me chamo ana contos erótico conto erótico com foto titio me rasgouContos eróticos abusei da minha vizinha deficienteconto erotico com velho do barcontos com o pai do meu maridocontos erótico ginecoligista e novinhacontos eroticos de meu tio viu minha calcinha e me comeu contos incesto minha mae meu avô eu meu paicontos erotico de puta tarada por rolaconto erotico minha vizinha fode com o marido e pra me procareu e minha irmanzinha acediano papai contos eroticossexo gay japones no carrosexo gay com maninhocontos eroticos de incesto: sou cadelinha do meu filho 2ajudando a vizinha gostosa a troca a lampada contocontos eroticos menininho sapeca no meu colovelha cavala virando olhocontos erotico irmao cafetao da irmameu marido quis ser corno confessoenfermeira deu a buceta pro velho do pau mole contos eroticospau pulsou na bocacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casamamae e eu na praia de mudismo contocontos erotico homem chupando buceta de menina 7a dormindoMinha esposa adora um homem negro contos eroticosfoto de sexo conto eroticos da minha sobrinha pimentinha parti 1dei minha filha p meu amante pauzudo desvirginar contosconto erotico sou loira olhos azuis tranzei com um negão "conto erotico" "na frente do meu namorado"contos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontoerooticoxvidio minha irmã sozinhoconto me comeram no trabalhomete vai vo gozar aiiiii uiii dlçcontoslésbicas chupando bucetada novinha gostosa cheia de tesãowww.contos eroticos de tias soteironas com sobrinhos.comconto punheta noivaeu tenho uma irmã muito gostosa eu tava me depilando e ela pediu para terminar depilaçãoDeixando a novinha laceadaduas mulheres e dois maridos gay transando com três ovos dentro de uma saunacomtos arrobadacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaconto veridico realizadoconto erotico eu meu marido e nosso amigoContos eróticos bizarros de zoofilia: cães vira-latas colaram em mimconto herotico sequestrada amartada e humilhada pela minha amiga/conto_25933_fodendo-o-recepcionista-do-hotel.htmlaventuras com travesti Portugal contocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaconto erótico veridico de filho de patrao que comeu a empregada coroaconto gay com o pastorfodi com velho por dinheiro conto eroticocontos eroticos sequestroamiga inseparavel chupa a bucete uma da outracontos exoticos cm bebados tarados e nojentoscontis eroticos peguei minha esposa enfiando a buceta na cabeceira da camaconto comi cliente da minha mulhercontos erotico de pai e filhacontos eroticos meu amiguinho me encoxoupirulito do titio contos inocentecontos de gays q ficaram arrombadiscontoseroticos casada fiel com vendedor ambulanteMeu marido deixa meu patrão fuder meu cucontos cunhada crenteContos eroticos duas rolas lindas mas perversas lascaram cucontos eróticos JulianaXVídeos f****** a namorada do panacaminha mulher para transar logo Ricardo que eu quero verinsesto novinha tava bricano e fico engatada com cachorroContos de Velhos chupadorcontos gosto de ver meu marido usando calcinhacontos eróticos jogando com a amiga