Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ABUZANDO DO MEU TIO BÊBADO E CURTINDO SEUS PÉS !!!

Meu nome é Ricardo sou de Fortaleza. Sou podolatria. Curto chulé, bondage e tickling. Tenho tesão em curtir os pés de caras dormindo. Vou relatar uma experiência com meu tio ocorrida há alguns dias. Mas antes vou falar um pouco de mim. rn rnNo início da minha adolescência descobri que os homens me atraiam. E que seus pés me excitavam. Curto pés com chulé e calçados. Na época no meio da década de 90 os chinelos Rider que estavam na moda me deixavam louco. Numa tarde qualquer estava sá em casa e peguei os Riders do meu pai. Deitei na cama cheirando o esquerdo e fodendo o direito. Também calçava os sapatos com os quais ele trabalhava todo dia. Segui pensando nos pés dos caras bonitos que conhecia e tive meu primeiro orgasmo melando todo o chinelo do meu pai. Desde então adoro me masturbar com sapatos, tênis e chinelos dos caras escondido. Sem que eles saibam. Um dia assisti ao capítulo da novela "Mulheres De Areia" no qual a Raquel dopa o Marcos com sonífero no seu suco. Ele consegue chegar ao seu apartamento, cai na cama e adormece. Ela chega, tira toda roupa dele e deita junto para que a Rute os veja juntos. Aparecem os pés dele um pouco na cena. Na época eu era criança, mas essa cena ficou no meu subconsciente. Então desenvolvi essa tara de me aproveitar de caras inconscientes. Sejam bêbados ou dopados. Curtir seus pés. Sendo esses caras héteros. rnrnHá alguns meses estive em outra cidade onde moram alguns parentes e fiquei na casa do meu tio. Ele mora com a esposa que estava viajando. Coincidentemente eles haviam brigado pelas demonstrações de ciúmes dela. Meu tio estava meio chateado. Então ficamos em casa conversando e bebendo. Eu bebendo pouco e incentivando meu tio a beber mais. Ele bebeu cerveja e vodka. Ele exagerou na bebida enquanto falava sobre o comportamento da esposa. No final da noite ele resolveu dormir e mal conseguia ficar em pé. O levei ao quarto e o deitei na cama. Ele apagou. Roncava. Finalmente eu tive uma oportunidade com a qual sempre sonhava. Fui fechar a casa e depois voltei para uma noite inesquecível. Meu tio tem seus 40 anos. É um cara bem alto, cabelo e olhos escuros, pele clara, pés grandes que são proporcionais a sua altura. Típico machão. Pratica artes marciais, curte carros. Bem másculo. Sucesso entre a mulherada.rnrnContinuando. Voltei ao quarto e meu tio dormia profundamente. Roncando. Tirei sua camisa. Ele tava molinho. Nem reagiu. Fiquei admirando aquele homem espetacular dormindo. Agora sem camisa, com uma bermuda jeans, tênis pretos e meias brancas. Beijei a boca, o peitoral e acariciei o pau dele sob a calça. Cheguei aos pés. Fiquei acariciando, beijando e cheirando os tênis. Desamarrei os cadarços e fui tirando. Passei algum tempo cheirando aqueles tênis que estavam com um chulé forte. Ele curte muito esses tênis e os calça sempre. Fiquei cheirando os tênis e massageando os pés dele ainda com as meias. Passei mais alguns minutos cheirando, beijando, mordiscando e chupando os pés dele com as meias e depois as tirei.Que cena. Aqueles pés másculos, 45, solas macias e rosadas, um pouco de pêlos na parte superior, unhas curtas e limpinhas. Sabe aqueles pés másculos, viris. Dei alguns beijinhos, cheirei e voltei a acariciar o pau dele. Baixei a bermuda e a cueca. E vi aquele caralho sensacional meia bomba. Tipo cogumelo, com cabeção, comprido, grosso e com veias saltadas. Fiquei masturbando e lambendo os mamilos dele. Ele ficou com o pau duro. Então voltei aos pés.rnrnEu diante daqueles pés imensos. Fiquei um bom tempo cheirando e massageando. Beijando. Olhava o rosto dele dormindo tranquilamente. Então passei minha língua em toda extensão daquelas solas, entre os dedos. Mordiscava a parte do meio, os calcanhares e os dedos. Passava minha língua entre os dedos e chupava os dedões. Aproveitei para colocá-lo e algumas posições bem eráticas e admirá-lo. Fiquei chupando o pau dele e alternando com as curtições nos pés dele. Ele num momento chamou o nome da esposa. Talvez estivesse sonhando que transava com ela. Eu fiz uma pausa para cheirar todos os calçados dele e me masturbar com eles. Então voltei a curtir seus pés e a chupar seu pau. Aquele caralho delicioso pulsava na minha boca. Lambia muito a cabeçado do pau dele. Até que ele esporrou na minha boca. Numa naturalidade. Eu engoli. Não costumo chupar os caras muito menos engolir suas porras. Mas era meu tio, um cara responsável e fiel. Não resisti. Em seguida peguei os chinelos dele Speedo. No estilo dos antigos Riders, pretos com detalhes em branco e fui me masturbar no chão, olhando e tocando as solas dele. Esporrei bastante no chinelo. Depois deitei com ele e fiquei agarradinho, fazendo carinho nele. Então enxuguei o pau dele. Levantei a cueca e a bermuda. Guardei todos os calçados nos seus lugares. Fiquei observando ele dormir por alguns minutos e fui dormir. Na manhã seguinte ele acordou com uma ressaca brava e foi conversar comigo sobre a esposa na sala. Ele nem imagina o que fiz com ele hehe.rnrnNo dia seguinte ele chegou do trabalho e tirou os sapatos sociais pretos e as meias na minha frente enquanto conversava comigo. O chulé tomou o quarto. Enquanto ele tomava banho eu cheirei muito aqueles sapatos e aquelas meias. Eu não resisti e me masturbei com os sapatos. Deitei no chão, cheirando o direito e fodendo o esquerdo bem perto da porta do banheiro. Assim eu ouviria sua movimentação. Estava calçando os chinelos Speedo dele. Mandei bala. Gozei legal e enxuguei o sapato com papel imediatamente. Coloquei tudo nos seus lugares. Ainda peguei o chinelo pra cheirar e ele apareceu. Eu disfarcei dizendo que achei o chinelo bonito e que iria comprar um par daquele tipo. Aproveitei pra calçar com a desculpa de que ia experimentar. Ele não se ligou. Depois eu deixei ao lado dele e ele os calçou.rnrnTempos depois ele esteve na minha cidade a trabalho. Hospedado na minha casa. Numa tarde cheguei do curso e ele tava sentadão no sofá vendo TV com a esposa. E ela tava massageando os pezões dele. Nem preciso dizer que sentei logo no outro sofá fingindo estar vendo TV mas olhando disfarçadamente aquela cena. Uma mistura de tesão e inveja dela. Eles saíram para fazer compras e eu corri para o quarto deles. Ele havia tomado banho e deixou a roupa suja numa cadeira. Peguei a cueca boxer dele e cheirei muito. Um cheirinho de porra. Vesti a cueca e fui curtir aqueles chinelos dele que me fazem pirar. Cheirei o chulezão dele que tava forte. Deitei no chão e me masturbei com os chinelos e os tênis que estavam lá. Fodendo um e cheirando outro. Detalhe! Fodendo o chinelo mas ainda vestindo a cueca dele. Gozei feito doido. Melei a cueca dele. Depois guardei tudo. Ainda fiquei calçando os chinelos dele aproveitando que não havia ninguém em casa. ainda cheguei a me masturbar novamente com os tênis e quando ele chegou coloquei logo os chinelos no lugar. Colei nele. Fiquei conversando para vê-lo tirando os sapatos e as meias. Nossa senti o chulé no ar e quando o vi calçando os chinelos quis cair de boca naqueles pés mas me contive.rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS



contos eroticos sendo comida por um cachorro e um homemcon erot vendo meus amigos estoura esposinhaContos eróticos milha filha apaixonadoencoxada bem arroxadameu cunhado me comeuTia dando o cu para sobrinho garotinho contos eróticossex porno conto erotico amiga me fala do namorado dele é do irmao ela que nao aguenteicontos mamae mim ajudou com o pirozaoEu roberto o cachorro conto erotico gayabusada pelo.louco contoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaMeu pai vem sempre me fuder quando eu estou dormindofui estrupada pelo filho conto erótico deserto conto heteroA mae tirando a ropa do filho dexando de pau duroContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar pes na loja de sapatocontos eróticos nerdscontos eróticos estrupada por ladrãoMinha sobrinha pediu para eu dar um shortinho de lycra pa ela usa sem calsinha para mim contosContos O Negrão Engravidou Minha Rabudacasa do conto erotico velhasuso saia pra ser encoxada no onibusGozei na mao da mamae contohomem casado dando o cuo computador da minha filha contoquadrnhos eroticoscorretora assustosse com pau do cliente pornoSexo gay cinebolsocontos eróticos tia religiosacomida e manteiga no cu e na bundabeijo e abrasos pornocontos de cú de irmà da igrejaSentando no colo. Contos eroticos.fui nas ferias em casa de meu tio transformado num viado puta do meu tio safadoContos eróticos meu patrão do pau gg arrombou minha linda noivacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaa minha mulher e o casetao cavalarConto o cuzinho da guria tava bem largo no dia que eu enchi de poracontos de cornopornô grátis boa f***.com só contos preta peituda transando com genrofilho gosa bunda mae ela percebeamigo hetero contocontos eroticos troca trocaconto erotico namoradinhos de infanciaminha cunhada mim chamo pra trnzarmeu cachorro quer comeu meu cuzinho ele me comeu a xana sem medo contos eroticosconto erotico pequena de mini saiacanto erotico de homem que gosta de usar calcinhaEstuprado na festa conto gaycontos de cú de irmà da igrejacontos eróticos estupradaespiando a prima ce troca pornowww.fotos.morena.inpinadia.querendo.fudercontos eroticos lesbicas vi a buceta da minha amiga grande e greludaincesto meikilaContos eróticos puta submissa incestocontos erotico meu pai e meu tio armaram pra fuder eu e minha primatrepando pau sua p*** prepara para o sábadocontos di novinha no sitioflagras de zoofiliachupando buceta com gosto como se beijase uma bocaminha irmazinha contos eroticoscomendo aenteada de cbelos cachiadosconto erotico barzinho depois servicocontoserotico sou senhora ensinei minha filha ser postitutacontos coroa 58 anos pau grossoo coroa me comeu com a coleiramalhadinha de cabelo vermelho malhadinha malhadadividindo a cama conto biConto erotico de mototáxi com a picona e meninascontoerotico/ visinhasdepois da depilacao conto eroticocontos gay dei para um anndarilho roludoContos eroticos cuzinho dificilContos sempre fui o viadinho de todos os homens da familiazoofilia casada conto xacra