Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PELADO NA FRENTE DE UM MACHO A 1ª VEZ

Olá amigos, vou continuar aqui os relatos das minhas experiências com outros homens que iniciei no conto passado. Elas foram aos poucos e cada vez mais fortes. rnAqui relato coisas q eu nunca tinha imaginado fazer antes.rnNunca tinha ficado pelado na frente de outro homem. Mas desta vez, aos 19 a coisa fiquei e não parou aí. rnEra uma noite de verão e eu tava meio brigado com a minha namorada. Tivemos uma discussão boba e eu fui me sentar sozinho numa praça, práximo à minha casa. Um cara q por sinal tínhamos visto passar com um cachorro engraçado ? até comentamos o assunto ? mais ou menos uma hora antes, se aproximou de mim no banco da praça. Eu sou branco, tinha uma pela mto bonita aos 19 anos, cabelos bem lisos e era forte e másculo sem ser musculoso ou mto alto. rnO rapaz se aproximou de mim e reparei logo q ele tinha um jeito malandro, com um bigodinho ralo daqueles q a gente vê em filmes. Nem passou pela minha cabeça qq coisa com sexo, achei q ele vinha apenas me pedir as horas, cigarro, etc. rnMas ele foi direto ao ponto e com uma voz q me fez pensar q ele era veado, me perguntou:rn- Boa noite, vc curte coisa diferente ?rnEu já sabia o q ele ia dizer, mas meio que pra me distrair resolvi dar papo:rn- Como assim, coisa diferente ?rn- Tipo, transa com homem. rn- Não cara, não curto não ? já me chateando um pouquinho dele pensar q eu era veado. rnEle insistiu:rn- Veja bem, vai ser uma coisa boa, nada de penetração. rn- É ? ? fiquei curioso, aquilo era meio estranho pra mim ? Como seria ?rn- Eu chuparia vc, vc me chuparia. A gente bateria uma punheta um pro outro. Sá abraços e carícias. rnEu comecei a ficar excitado e meu pau ficou duro por baixo da calça e acho q ele percebeu, pq eu não usava cueca. Mas se tinha achado aquele cara malandro logo de cara, não fazia nem idéia do que ainda vinha pela frente. rnQuando perguntei para onde íamos ele me disse para segui-lo, e eu com medo e excitado fui quase no automático. Entramos numa rua por trás da avenida principal que passa pela praça, onde havia uma série de casas que alugavam quartos para prostituição. Eu fiquei ainda mais com medo, pois nunca entrara ali, e sabia que muitos maus elementos frequentavam aquele lugar. rnEntramos numa casa, ele se dirigiu para o primeiro quarto vazio que viu e avisou as pessoas que iria ocupa-lo. Pelo visto ela já conhecia o local. rnNão sei se disse antes mas ele não me impressionava. Tinha mto o tipo do malandro que se vê nos bares. Magro, com um bigodinho, nada que chamasse mto a atenção. Até achei q seria fácil enrabá-lo pois ele tinha uma voz e um jeito meio afeminados. rnIa propor a velha regra: quem tiver o pau maior come o outro primeiro, mas fiquei na minha e ainda bem, pq quando entramos no quarto, ele botou seu animalzinho numa cadeira, tirou as calças e eu vi uma cena impressionante, parecia q tava num filme pornô.rnO cacete dele era quase do tamanho do meu braço !! Pensei ?me fudi, esse cara vai querer me arrombar e nunca dei o cu antes? . Era impressionante, grosso, com pelo menos uns 20 cms. E parecia ainda mais impressionante naquele cara magrinho. rnE a transformação dele sem roupa ? Dominou totalmente a cena, me viu pelado e veio me pegando e me beijando, eu me deitei na cama de costas, com medo. Mas como ele disse que não haveria penetração fiquei mais tranquilo e deixei ele me beijar sofregamente, se esfregava em mim me alisava e finalmente veio chupar o meu pau que não era nem perto do tamanho do dele. rnCaiu de boca e ficou urrando, quase gritando, parecia teatral, mas eu vi que ele curtia mesmo chupar um cacete. Eu achei tão estranho, nunca tinha passado por aquilo antes com um homem e não sabia o que fazer. rnEle mamava o cacete e urrava, gemia alto como se sentisse algo profundo. E veio pra cima de mim e me beijou, sua língua tinha um gosto de verduras ou de quem tivesse acabado de comer um sanduíche de rua. Fiquei meio com nojo, mas me excitou ao mesmo tempo. rnEle me dizia ?vc é mto gostoso? e alisava minhas coxas grossas. Lá pelas tantas voltou a me chupar de novo e eu me distraí, fechei os olhos e fiquei curtindo a chupação já que estava ali mesmo, pq não aproveitar. rnEntão de repente, sem aviso, ele levantou minhas pernas !!!! FIQUEI COM MEDO !! ELE VAI ME ENRABAR !!! Aí perguntei a ele enquanto forçava as minhas pernas pra ficar estendidas na cama, ?ei vc não disse q não ia ter penetração ???? E ele : Calma, eu sá quero ver o seu cuzinho. E ficou nisso, ficou olhando e alisando o práprio cacete enorme, e voltou a me chupar com as pernas por cima do ombro dele. rnNão sei por que fui deixando tudo isso, mas era novo pra mim e fui me excitando. Talvez eu tivesse querendo ser enrabado, não sei. E ele foi ganhando confiança, eu me distraía, meu pau tava mto duro da chupação e fechei os olhos de novo. rnrnParece q aí ele percebia e se aproveitava pois comecei a sentir um dedo no cu. Aí fiquei com raiva e me sentei na cama, saindo de debaixo dele. PORRA, MAS TU NUM DISSE QUE NUM IA TER PENETRAÇÃO ??? TÁ QUERENDO ME ENROLAR ?? rnEle mto calmo disse pra mim ficar calmo. Me pôs deitado de volta e veio de novo pra cima de mim, levantou minhas pernas e botou o dedinho lá no meu cuzinho virgem. Eu olhei pra ele com mto medo, mas começou a ficar gostoso aquele dedinho. Era a mão de um macho em terras inexploradas. rnPerguntei a ele, já q é assim deixa eu te comer ??? Ele: não, vc sabe q é perigoso, não tenho camisinha. rnEle deixou claro q se alguém ia comer era ele, eu pegava na bunda dele, mas ele não deixava. Quis tirar o dedo dele de dentro do meu cuzinho, mas ele reagiu de forma máscula, firme, não deixou e o dedo dele continuou lá no meu cu e eu gostando cada vez mais de tá sendo abusado CONTRA A MINHA VONTADE NO COMEÇO . Acho q tava me sentindo estuprado, enganado, um otário, sei lá. Sei que me achava homem e achava um absurdo o que ele tava fazendo comigo. rnIsso me dava raiva e um tesão filho da puta ao mesmo tempo. Tava gostando de ser abusado por aquele sujeito macho que além de ser esperto, sacana, safado e enrolão ainda tinha uma pica de meter medo, poderosa, digna de um homem. rnMe perdi de prazer com as carícias e de repente notei que ele tava com a cabeçorra roçando minhas nádegas macias, e eu me sentia indefeso mas comecei a gostar, esfregava bem na porta do meu cuzinho com toda a delicadeza mas ia forçando a entrada e eu comecei uma punheta, senti tanto prazer com a idéia de que alguém ia ser comido ? no caso eu ? que acelerei a punheta e acabei gozando. rnrnFoi o que salvou meu cu, pq aí me sentei e me recuperei imediatamente, não deixando mais ele mexer no meu cuzinho, que permaneceu virgem. rnEu quis ir embora, mas ele ficou puto dizendo que não tinha pago motel pra não gozar. Fiquei sentado na cama e ele se ajoelhou na minha frente chupando meu pinto que tinha acabado de gozar mas ele fez ficar duro de novo. rnGozou urrando de prazer com a minha pica na boca, como sempre. E fomos nos lavar no banheiro e depois fomos embora. Nunca mais nos vimos.rnEu tinha 19 anos, mas por muito tempo fiquei lembrando daquele pauzão, daquele homem sacana que qse me come e querendo q um dia apareça um melhor q ele pra realmente me mostrar o que é levar um pau na bunda. Até hj não apareceu nenhum. rnrnMas ainda tem outra histária onde avancei mais um pouco com machos. rnrnSe gostaram, me escrevam mauro_mega hot . Quem sabe um dia a gente não se encontra por aí ? rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS



Quando eu era pequena meu primo comia meu cu e eu peidavacontos de cú por medocontos eroticos com menino bundudo e o negao do pau grossoconto erotico incesto sonifero filhacontos erticos com menininhod novinhos 11 12 aninhos perdendo o cabacinho para negroscontos eroticos "recatada"contos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casamenina você já passou o dedo no cu e cheirounovinha de salto fazendo sexo com negro conto eróticoassalto virou incesto c. eroticocontos erotico de mulher traindo marido n onibuscasa dos contos erotica me doparampraia pousada a buceta e o cuzinho virgem da tia fofinha contosele comeu meu cuchantageei e comi a secretariaComo fazer a mulher se apaixonar pegando a calcinha delaele domindo eu calvagando no pau deli contoFilmei minha chupando estranhos na porta do carrocontos eroticos de mulheres madurasFui Comida pelos colegas do colegios contoscontos/ morena com rabo fogosocomtoerotico banho na filhinhacontoscontoseroticos teen pauzaocontos eroticos padrasto pausudo com menininhascontos eroticos sogracontosxconto erotico Meu amigo hetero deixou eu chupar o pai delecontos gay dando o cu para o cunhadocontos eroticos pra gozarcontos mae rabudafilme com historia de erotico de tiozinho taradaocontos eróticos da novilhas com os negrosmeu marido fez eu ultrapassar tds os limites contos pornoscontos punheta rapidaconto erótico Aproveitei que minha sogra estava dormindo meu pênis grosso nelacontos eróticos isto e realFiz marido macho virar cornoEu confesso gay ensineifilho e pai bêbado contos eróticoscontos eróticos violaçãonoite maravilhosa com a cunhada casada contoscontos lu casadaconto de casada fodendo com desconhecido da net contos porno sogrouma aluna virgem, conto eroticoCasa dos Conto a beira de uma suruba esposa casadacomo o cheiro da maça contosRelato de mulher tenho tesão em executivo de pau duro na calça do ternoContos eróticos boca maciaGay com mulher contoContos gay pinto pequenocontos a punheteira do papaijanaina vem senta na picapau pulsou na bocacontos eróticos traindo o rexDo caralho- a cueca do dentista-contoCoroa rabuda de manaus contando seus contos eroticoscontos gay me depilando e pego no flagracontos eróticos incesto férias com mamãeme descobrindo contosminha filha e uma cadela conto eroticoconto erotico. passanto ferias na cass datia solteira e sua filha rabuda. virei o homen da casaFoderam gente contos tennsContos eroticos minha mulher e o policialsou louca por anal sou evangelica conto pornocontos eroticos de incesto fiquei mestryada quando tinha oito anos e perdi a virgindade minha pepeca queimavaContos eróticos - estuprei minha cunhadinha pequenaConto erotico mamae deixou papai come meu cu em quanto chupava elacontos eróticos perdi minha virgindade com um pau grande e grossoplanta sexo chupa seio gozocasa dos contos eróticos jogo mamãeFoderam gente contos tennscomigo véi da irmã da minha mulher contos eróticosporn contos eroticos casada na coleiraconto sexo de madrasta fazendo fio terra no entiadogravoda dos sonhos calcinha cavadinha contos erotocoscontos eroticos sou casada a segunda orgia para meu maridoincesto de filho e mae lua de mel no hotel conto eróticocontos reaus de nulher fogosaconto erotico aline bucetinha apertadinhaconto erotico catador de papel comendo.buceta da novinhacontos-gays fui arrombado por um bombeiro no motelConto de putinha que adora ser cadela de muitos machosfui arrombadaConto erótico sexo com chefe forçadameu pai me estruprou odiei contos gay