Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

INICIADO POR CAMINHONEIRO MUITO GOSTOSO

Nunca pensei que poderia gostar de ter um homem ofegante em minha nuca, mas foi o que me aconteceu, e vou confessar, eu adorei, tanto que quero dividir com vocês minha experiência. Me chamo Lucas, tenho 25 anos, sou moreno claro, tenho 1, 60 de altura, olhos castanhos e um físico normal, me aconteceu na noite de sexta dia 23122011, bom aconteceu assim.

Fui a cidade vizinha a minha, onde faço faculdade pra comprar um notebook novo, economizei o ano todo pra me dar esse presente, quando comprei já era tarde e neste dia não tinha transporte escolar e não tinha mais ônibus pra eu ir embora, como eu estava muito ansioso pra ir embora testar meu presente fui pra um ponto em que nos estudantes pedimos carona pra chegarmos mais cedo em casa.

Pra meu azar começou a chover, aquela chuvinha molha bobo, eu é claro estava muito preocupado em proteger meu notebook, como estava pedindo carona em frente a um posto de combustível vários caminhoneiros estava me vendo pra minha surpresa um deles ao sai com o caminhão me ofereceu carona e eu claro aceitei, achei o papo dele estranho desde o inicio, ele dizia que gostava de dar carona pra estudantes porque a maioria pagava a carona com o que ele gostava, uma boa foda, ele dizia rindo que não fazia diferença, na falta de uma buceta ele traçava um cuzinho mesmo, perguntava pra mim o que eu curtia e como percebeu que eu não era do ramo que ele queria ele perguntou se eu tinha lido o adesivo na porta da carreta antes de subir, eu disse que não ele então pediu pra mim ler, o adesivo dizia: “sá dou carona a que quem dá pra mim, sem frescura”, depois que li, fiquei sem graça, ele percebeu e falou pra mim “agora você já sabe como pagar a passagem”.

Fiquei sem saber o que responder, mas depois de uns instantes disse que não era disso e que pagaria a passagem com dinheiro se ele quisesse, mas ele não queria dinheiro e disse pra mim, “ou da, ou desse”, a chuva estava grossa, se eu descesse perderia meu notebook concerteza, se eu ficasse seria enrabado e eu nunca tinha nem pensado nessa possibilidade, argumentei com ele mas ele foi irredutível, pra não perder meu notebook danificando ele na chuva aceitei o pedido dele.

Ele se chama Carlos é moreno de 1,70 de altura mais ou menos uns 80 quilos mas tinha um corpo bem definido, bonito até. Depois que concordei com sua proposta de me enrabar ele encostou a carreta no acostamento do asfalto, fechou a cortina da cabine e me pediu pra relaxar que ele tinha muita experiência em traçar viadinhos enrustidos como eu, eu disse a ele que não era bicha, mas ele disse que depois que eu experimentasse sua rola eu ia ser e ia gostar.

Ele me mandou entrar pra dentro da cabine cama e tirar a roupa, eu obedece ele também tirou a roupa e entrou na repartição da cabine, eu estava como ele pediu, nu deitado de bruços, quando eu vi o tamanho de sua rola fiquei desesperado e queria desistir e descer, o cacete dele tinha 21 cm e era grosso, mas ele se deitou em cima de mim me deixando imável ate me convencer de que não seria tão difícil quanto parecia aguentar ele, quando ele se colocou sobre mim, senti seu pau encostado no meu anus, foi uma sensação muito gostosa, fiquei tão excitado que ele sentia meu cuzinho se contraindo e relaxando, pensei que ele ia enterrar seu cacete em mim naquela hora, mas ele disse que não faria sem que eu topasse porque se não ia me machucar depois disso passei a confiar mais nele e a seguir suas instruções.

Percebendo que eu estava mais tranquilo ele começou a acariciar meu cuzinho com o dedo indicador molhado com sua saliva, a sensação era muito gostosa, meu pau parecia que ia explodir de tão duro que estava, diga se de passagem meu pau duro era menor que o dele mole, eu estava cada vez mais gostando da brincadeira ai ele me pediu pra chupar seu pau, já não estava com vergonha, eu estava gostando de ser a mulherzinha ou melhor o viadinho dele, ele colocou seu pau na minha boca que estava toda aberta e sá cabia a cabeça dentro, mas fiz o que eu pude, mamei feito um bizerinho o pau dele, tanto que ele encheu minha boca com leitinho quente que eu a seu pedido engoli tudinho, pensei comigo, será que meu cuzinho vai abrir mais que minha boca pra aguentar aquela rola gostosa toda, disse a ele que estava com medo de não aguentar mas ele já estava colocando dois dedos no meu cuzinho e falou já estou colocando quase a mão toda no seu rabo meu pau você vai aguentar rindo.

Mesmo sabendo que não ia ser fácil como ele dizia eu estava pronto pra ser rasgado por ele, e fui, ele me colocou de quatro, com a bunda bem empinada, as pernas bem abertas, na frente ao invés de apoiar com as mãos ele me mandou abaixar ate apoiar o ombro, eu fiquei totalmente desprotegido, do jeito que ele queria, ele colocou o pau entre minhas pernas pra mim ficar acariciando enquanto ele lambuzava com saliva o meu cuzinho em que ele metia dois dedos pra alargar um pouco pro pau dele entrar mais fácil. Senti que ele não teria dá de mim, ele começou a encostar a cabeça de sua rola no meu cuzinho que ficava piscando pra ele, senti a pressão na primeira tentativa dele, eu não aguentei e deitei de dor, ele me colocou de quatro de novo do mesmo jeito, a medida que ele tentava eu deitava e arredava pra frente foi assim ate não ter mais pra onde eu correr, ai ele não perdoou, ele subiu em cima de mim e cravou sua rola a dor foi tanta que meus olhos encheram dÂ’água e eu gritei, ele disse pra mim pode gritar bichinha, não tem problema ninguém vai ouvir mesmo, e quanto mais eu gritava mais ele socava a rola no meu rabo, eu estava sento todo fodido e apesar da dor estava adorando, depois de quarenta minutos mais ou menos eu já não estava gritando de dor e sim de tesão, já estava trocando de posição e dando pra ele do jeito que ele queria.

Minhas pregas ficaram todas na rola dele que ao final estava toda suja de sangue, não era pra menos ele tinha me arrombado literalmente, vou confessar ele estava certo o difícil é dar a primeira vez agora quero dar sempre. Pra minha sorte ele gostou do meu cuzinho, disse que enquanto for apertadinho ele vai comer, sempre que passa pela cidade em que estudo ele me liga e eu vou pra BR esperar por ele, como é bom pagar passagem pra ele.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS



encoxada onibus apagado contosporno mobile sequioso animal com mulherescacetudos e contos eróticoscontos casada f****** com outro"HOMEM NENHUM RESISITIRIA AO FILHO DA VIZINHA" contos gaycontos eróticos traição o porteiro do prédio de Hollywoodcontos eroticos virgem desmaiando na pica do negao dotadocontos metendo idosa casada no porao da igrejatravesti mijou na minha boca contoconto. a sugadora de. porraContos.encesto.relacha.maewww.cunhadaraspadinha.com.brminha iniciação gay contoscoto erotico duas rola na buceta da minha espozacontos eroticos femininos gozei trincando meu cu no pau delebuceta azedabuceta com muito tesao goza na primeira estocadacontos de insesto fatos.comreaismijando na boca desde era bem pequena contosconto erotico meu padrato bem dortadorconto gay dopauggconto irmã perdeu o cabaço com meu amigoporno gay contos eroticos amigo doeu paigarota da buceta grande cetado nado negãoconto porno me todos abuzaram i eu gosteiroberta close da a buceta para o pauzudocontos eróticos a droga coroa dei droga e ela me deu banhocontoeroticoconto erotico minha irma nao gosta de sexo o marido delamim comeconto eróticos marido fracocontos erotico meu cunhado safadocontos eroticos brincando com a primaWww.videos porno contos hestoricos de novinhas violadas.comcasa dos contos eroticos mae dando pro filho novinhocontos eroticos como menino de oito anos da minha ruaConto erotico curto e detalhista coroa meteu no cuzinho da garota sem dóconto eurotico eu fui viajar e minha esposa saiuContoseroticos novinha magrinha virgem estupradas pelo tiocontos eroticos novinhas com caminhoreroscontos de mulheres que fazem de putas para levar na cona e no cuContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorfilha medico podolatria contos eroticosWww contos d putas casada d juazeiro ba.como dia em que passei a amar zoofiliacontos eróticos virei cdzinha do vizinhocontos eróticos de meninas novinhas que sentam no colo do tiofoto de sexo conto eroticos da minha sobrinha pimentinha parti 1Corto erotico minha madrastaconto sexo vilma e bety rabinho doendocontos eróticos trabalho voluntário da casadadividi minha mulher com outro comto eroticoquero ouvir o funk mais soltinho bem curtinho cunhadohistoria erotica novinha e o velhocontos eroticos sequestrovelhotaradocontoscomtosgay comi o cuzinho do meu irmaocomi minha mae no caminhão do meu pai contos incestosEla pediu pra cheira e ele esporou nacara delacontoseróticos metendo com o bebê no coloesposa so de bermudinha provocantelevei rola na buceta um moleque contosContos eróticos minha mulher foi estrupada enquanto cuidava da hortaFui Comida pelos colegas do colegios contosSou casada mas bebi porro de outra cara contosContos flagrada fudendo outroDesvirginando a sobrinha de 18 anosconto erotico eu meu marido e meu irmaoMeu sobrinho me fez gozar no rio contos eroticos de gayscunhada casada e timida linda contoscontos eroticos de irmã chupando pinto pequeno do irmão novinho de idadeconto travesti me enganouhistória canto erocito meu marido trouxe um cachorro e ele comeu minha bucetinhacheirinho.gostoso da bucetinha contoscontos eroticos sobre voyeur de esposacontos eroticos isto ecrealcontos eróticos velhacontos traicao e voyeurCasada viajando contosPeituda da sala conto erpyicoConto cu afrouxadoFoderam gente contos tennscontos eroticos separou pra levar picanegrinha virgem sendo violentada pelos tios contosContos eróticos flagrei meu marido comendo o cucontos eróticos gozei dentro da buceta da bia Costacontos eróticos bem depravado de bem picantecontos eróticos realizando a fantasia da minha mulher no nosso aniversário de casamentochupei meu amigo heterorelatos esposa puta tras leite de macho pro corno casa dos contosContos, casada mal comidaler contos de sexo de mulheres sendo chantageada na estrada por dotadosmim mastrudo dia sou mulhe contosfilhinhas safadinhas contosmeu pai sem camisa no bar conto erotico