Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEUS TIOS E O GAROTO VIRGEM

Primeiramente gostaria de falar um pouco sobre mim. Me chamo Diego, tenho hoje 23 anos. Me considero uma pessoa muito espontânea, bem resolvida, o que de certa forma me proporciona um relacionamento muito bom com as mulheres, porém, nem sempre as coisas foram desta maneira.

Na minha infância, e parte da adolescência, fui um garoto extremamente tímido. Por ser filho único, e não ter muitos amigos na minha faixa etária, eu passava a maior parte do tempo com tios e primos já adultos, como consequência disso, eu acabei me tornando uma criança um tanto quanto atípica, uma criança “precocemente amadurecida” eu diria.

Apesar de desde os 11, 19 anos praticamente, eu já ter um grande interesse por mulheres e por assuntos sexuais, a minha timidez sempre era um obstáculo pra qualquer investida que eu planejasse dar. Por conta disso, eu completei 19 anos sem ter tido o mínimo contato que seja com uma mulher. Não sabia sequer o que era ganhar um “selinho”, ou coisa parecida. Enquanto os meninos da minha idade se esbaldavam em beijos, e alguns até já se gabavam por ter perdido a virgindade, eu me limitava à 4, as vezes 5 punhetas por dia.

E foi exatamente durante uma dessas punhetas que minha vida sexual começou a mudar. Cheguei do colégio numa quinta-feira a tarde, estava sozinho em casa, e sem absolutamente nada pra fazer, então fui dar uma olhada nesses sites de putaria na internet. Entrei em um site de relacionamentos bem popular, o qual prefiro não mencionar,e lá comecei a fuçar nos anúncios. Casais querendo swing, ménage, homens, mulheres, enfim, tinha de tudo um pouco. Foi ai que um desses anúncios me chamou a atenção.

Um casal de São Caetano do Sul postava várias fotos eráticas, sendo que na maioria delas a esposa era fotografada pelo marido sendo comida por outros homens. Alguns jovens, outros já senhores, mais ficava nítido que o objetivo principal do casal era o ménage masculino.

Apesar de não aparecerem rostos nas fotos, e dos nomes lá citados serem diferentes, eu vi muita semelhança do casal das fotos com um casal de tios meus. Ele irmão de meu pai, 34 anos na época, um homem muito fechado, alguns da família o consideravam super anti-social, porém sempre me tratou muito bem, não tinha nada do que me queixar sobre ele. Ela uma morena de 31 anos, pele clarinha, cabelos castanhos, lisos e compridos, um corpo muito bonito, nada de muito extravagante, tipo, “peitão” e “bundão”, mais no geral era uma mulher muito atraente.

Essa possibilidade mexeu extremamente comigo, senti um tesão inexplicável com a situação. Me masturbei várias vezes olhando aquelas fotos, pensando na possibilidade de ser a minha tia que ali estava.

A partir desse dia, a forma como eu olhava pra eles mudou completamente. Comecei a sentir um desejo cada vez maior pela minha tia. Sempre que tinha a oportunidade procurava me aproximar dela, abraçar, sentir o corpo dela, enfim, coisas que antes aconteciam apenas pelo afeto entre tia e sobrinho, agora envolvia um desejo sexual muito grande da minha parte. Várias foram as oportunidades em que tentei espiá-la no banho, ou mesmo se trocando de roupa, quase sempre sem sucesso.

As coisas continuaram dessa maneira até as minhas férias daquele ano. Meus pais estavam com uma viajem marcada para o litoral nordestino. Eu como não me da dava muito bem com os parentes de lá, consegui convencer meus pais a me deixarem ficar. Já estava com 19 anos, me achava perfeitamente capaz de ficar sozinho em casa, me virar, enfim. Sá que mãe é mãe...rs. Com uma preocupação muitas vezes exagerada, minha mãe disse que sá me deixaria ficar se fosse na casa desses meus tios, que moravam práximos à nás, e assim ficou decidido.

Chegado o dia da viagem, fui com meu tio deixar meus pais no aeroporto, e em seguida já arrumei minhas coisas pra minha “temporada” na casa dos tios.

A casa deles era bem espaçosa, 4 quartos, salas, suítes, enfim. Como meus tios não tinham filhos, eu pude ficar bem a vontade. Meu tio trabalhava em um escritário durante todo o dia. Minha tia dava breves saídas para ir até a academia, ou ao mercado, mais passava a maior parte do tempo em casa comigo.

Apesar dos pensamentos maléficos que povoavam minha mente, eu ainda conseguia ter uma relação muito boa com ela. Conversávamos bastante sobre vários assuntos, colégio, futebol, filmes, etc.

Porém, em uma noite a situação começou a mudar. Estava eu me preparando pra dormir, então fui ao banheiro para escovar os dentes. Na volta passei em frente ao quarto dos meus tios, pude perceber que a luz estava acesa, e ouvi alguns barulhos vindos lá de dentro. Procurando deixar a razão se sobressair sobre a emoção, passei direto e entrei no meu quarto, mais a tentação acabou sendo maior. Resolvi me aproximar do quarto deles, pra tentar ouvir, ou quem sabe ver alguma coisa, e fui até La na ponta dos pés, passando pelo longo e escuro corredor.

Quando fiquei diante da porta, novamente escutei algo. Parecia meu tio sussurrando alguma coisa, olhei pelo buraco da fechadura, e pude ter uma visão perfeita do que acontecia.

Meu tio em pé, ao lado da cama, e minha tia sentada, totalmente nua, lhe chupando o pau com uma disposição assustadora. Enfiava tudo na boca, tirava, lambia a base, as bolas, fazia isso ao mesmo tempo em que com uma das mãos massageava seus seios, aquilo me deixou paralisado por alguns segundos. Logo em seguida meu tio se deitou na cama, e ela começou a cavalgá-lo. Não tinha a visão exata do pau entrando na buceta dela, mais os movimentos que faziam já foram suficientes pra me fazer gozar com apenas alguns toques em meu pau. Corri até o banheiro e peguei um pedaço de papel higiênico pra limpar a sujeira, quando terminei de limpar dei mais uma olhadinha pela fechadura, e meu tio estava comendo ela de 4, segurando em sua cintura e enfiando bem devagar. Com medo de ser descoberto, voltei pro meu quarto e tentei dormir, apenas tentei. Ainda com aquelas cenas na cabeça, me masturbei mais 2 vezes antes de finalmente adormecer.

No dia seguinte acordei, e imediatamente já me veio na cabeça as cenas da noite interior. Apesar de tudo que eu tinha visto, ainda não tinha total certeza de que realmente eram meus tios o casal que vi na internet, porém, agora estava determinado a tirar essa dúvida.

Levantei pra tomar café, meu tio como de costume já havia saído pra trabalhar. Conversei coisas básicas com minha tia, e fiquei aguardando o momento certo pra botar meu plano em prática.

Depois do almoço, por volta das 2 da tarde, minha tia saiu pra ir à Academia. Fui até o portão, me certifiquei de que ela realmente já tinha ido, e sozinho na casa, resolvi procurar vestígios que pudessem esclarecer minha dúvida.

Fui direto para o quarto deles. Meu coração batia acelerado, uma mistura de excitação com receio. Tinha um forte pressentimento de que acharia alguma coisa, e procurando não fazer muita bagunça, comecei a fuçar. Olhei em baixo da cama, abri as gavetas da cômoda, no maleiro, mais nada encontrei além de roupas e sapatos.

Fui então olhar no guarda-roupa, o único mável que ainda restava. Quando abri uma das gavetas, senti um forte arrepio pelo corpo. Encontrei várias roupas íntimas de minha Tia Lú. Calcinhas, sutiãs, e principalmente, várias Lingeries e Fantasias.

Minhas dúvidas se acabaram nesse instante. Encontrei ali roupas que eu já conhecia. Roupas que eram usadas pela mulher que vi nas fotos da internet, as fantasias de enfermeira, de empregada, as lingeries com cinta-liga, exatamente como eu havia visto. Realmente eram meus tios o tão famoso casal.

Mesmo sentindo um medo cada vez maior, continuei fuçando no guarda-roupa. Na parte de cima eu avistei uma caixa de sapatos, subi na cama para poder alcançá-la. Dentro da caixa haviam vários DVDS, uns 19 mais ou menos. Todos eles etiquetados com um nome e um número. “Paulo-29”, “Antônio-26”, “Renato-16”, etc. Sem entender o que significavam esses cádigos, escolhi um dos DVDS e coloquei no aparelho.

Na cena inicial aparecia minha tia deitada na cama, a mesma cama que eu estava sentado assistindo o vídeo. Ela usava uma calça jeans, e uma blusa de manga comprida. Ouvia a voz de meu tio, que enquanto filmava, conversava algumas coisas com minha Tia Lú.

Em seguida minha tia se levanta e sai do quarto, meu tio continua filmando a cama. Logo em seguida ela retorna de mãos dadas com um garoto. Garoto mesmo, aparentava ter 19 anos no máximo, bem mais baixo que minha tia, corpo franzino, usava bermuda e camiseta, roupa bem básica. Minha tia Lú se senta na cama, e ele timidamente se senta ao lado dela. Obedecendo aos incentivos de meu tio, minha tia segura o garoto e começa a beijá-lo, bem demoradamente, meu tio filmava bem de pertinho as línguas deles se degladiando enquanto dizia “ISSO AMOR, ENSINA ELE COMO É QUE SE FAZ, CHUPA A LÍNGUA DELE CHUPA”. Fiquei totalmente mole vendo aquilo. Minha Tia de amasso com um garoto da minha idade, enquanto meu tio passivamente assistia e filmava tudo, aquilo mexia profundamente comigo, fiquei maluco de tesão.

O garoto parecia estar em choque com a situação, era minha tia que tomava todas as iniciativas, como se o garoto fosse um boneco nas mãos dela. Primeiro Tia Lú se livrou da blusinha que usava, depois obedecendo à um pedido de meu tio, o menino tirou a roupa, ficando apenas de cueca. Se deitou na cama, e minha tia em pé ao seu lado começou a abaixar a calça jeans que usava, revelando uma minúscula calcinha branca.

“GOSTA DO QUE ESTA VENDO JUNINHO? JÁ TINHA VISTO UMA MULHER PELADA ASSIM NA SUA FRENTE? VAI AMOR, FAZ UM AGRADO NO NOSSO AMIGUINHO FAZ”, meu tio não parava de incentivá-los, ditando o ritmo das ações. Não sabia quem estava mais pasmo com a situação, o garoto quando viu minha tia se despindo ou eu assistindo o vídeo. Minha tia subiu na cama engatinhando, meu tio filmava ela de todos os ângulos enquanto ela tirava a cueca do garoto e iniciava uma punheta bem suavemente. Dava pra notar que o garoto não tinha o pau grande, proporcional pra idade dele eu diria, 12, 19 cm acredito eu, mais minha tia parecia estar se divertindo com a massagem que fazia nele. Ainda de calcinha e sutiã ela se abaixou e colocou o pau do garoto na boca. Pude ouvir bem claramente o gemido que ele deu quando sentiu o contato da língua em seu pau, tudo indicava que era a primeira vez que estava sendo chupado, eu estava assistindo um virgem perder o cabaço, e em grande estilo.

Meu tio perguntava ao menino se ele estava gostando, se ela chupava bem...ele sequer conseguia responder, apenas balançava a cabeça afirmativamente, minha tia não dava folga, chupava cada vez com mais intensidade.

Depois de alguns minutos minha tia parou, provavelmente com receio do menino não resistir e gozar antes da hora, deu mais um beijo na boca dele e desabotoou o sutiã. “PEGA NOS SEIOS DELA JUNINHO, SENTE COMO É MACIO”. Sempre obedecendo aos incentivos de meu tio, o garoto apalpou os seios dela, apertava como se estivesse reconhecendo terreno, desfrutando cada segundo daquele momento. Minha tia ofereceu os seios pro garoto mamar, e ele assim o fez. Primeiro passou a língua em volta do bico, depois sugou, um de cada vez. Tia Lu gemia enquanto o garoto mamava nela, chamava ele de bebezão gostoso, apertava lhe as costas, puxando ele de encontro ao seu peito.

Mais uma ordem de meu tio, e o garoto se deita novamente. Tia Lu novamente em pé ao lado da cama vai abaixando a calcinha bem devagar, revelando sua buceta com pelos bem aparadinhos, e uma bunda super apetitosa. O garoto dessa vez não teve nenhuma reação aparente.

Minha tia senta na cama e olha pra direção da câmera, como se pedisse instruções para meu tio que lhe orientou “DEIXA O PAU DELE BEM MOLHADINHO LÚ, QUERO VER COMO ELE SE SAI. QUERO VER ESSE PAUZINHO VIRGEM DESAPARECER DENTRO DE VOCÊ”. Depois disso ela pega no pau do menino e da mais uma breve chupada, antes de ficar em pé na cama, com o garoto deitado entre suas pernas, segurando o pau apontado pro alto.

Tia Lú apáia as duas mãos no peito do garoto e vai descendo, até sua buceta engolir por inteiro o pau virgem dele. “HUUUUM, NOSSA JUNINHO, QUE PAU GOSTOSINHO VOCÊ TEM, TA SENTINDO O CALOR DELA TA? SENTE COMO ELA TE APERTA BEM GOSTOSO, SAFADINHO”

Fiquei meio surpreso pelo fato deles não estarem usando camisinha, isso tornava o momento ainda mais exitante. Minha tia subia e descia com muita calma, parece que controlava o tesão que o garoto sentia a cada penetração. Meu tio se posicionou atrás deles para filmar. Tia Lú se curvou pra frente para beijar o garoto novamente, e deixou sua bunda bem empinada, pude ver com detalhes seu cuzinho rosado e apertadinho.

Depois de alguns minutos ela se levantou, o pau do garoto brilhava de tão melado que estava. Agora deitada com as pernas abertas, Tia Lú esticou os braços e convidou o menino a penetrá-la naquela posição. “VEM QUERIDO, VEM COMER MINHA BUCETA MAIS UM POUCO VEM” Já sem aquela timidez do inicio da filmagem, o garoto rapidamente se posicionou em cima dela. Minha tia segurou o pau dele e arrumou ele na entrada da sua buceta, depois disso começou a apertar a bunda do menino e a puxá-la de encontro ao seu corpo, controlando assim o ritmo da penetração. “ASSIM MEU ANJO, COLOCA TUDO BEM LA NO FUNDO”. O Menino delirava de prazer, via em seu rosto uma expressão de enorme satisfação, com certeza era esse o prazer que meu tio sentia em filmá-los.

Nessa posição ficaram por volta de 7, 8 minutos apenas.o garoto tirou o pau de dentro e ficou ajoelhado de frente pra Tia Lú. Com um rápido movimento ela ficou de 4, praticamente esfregando a bunda na cara do menino. Meu tio se aproximou e filmou ela bem de pertinho, primeiro a bunda dela que estava empinada e bem arreganhada, depois deu um giro e filmou seu rosto, minha tia sorria, lambia os lábios, demonstrava todo o tesão que sentia com a situação. Meu tio se afasta novamente, o menino se posiciona atrás de Tia lú, segura sua cintura e enfia o pau bem lentamente, porém até o fim. Minha tia soltou um gemido ainda mais alto do que aqueles que soltou durante toda a transa. “HUUUUUUUM, NOSSA JUNINHO, ENTROU TUDOOOO, AGORA ME FODE VAI, ME MOSTRA SE VOCÊ APRENDEU A LIÇÃO DIREITINHO”. Quando iniciou os movimentos de vai e vem, meu tio filmava de uma posição meio afastada, que possibilitava ver o corpo dos 2 por completo. Tia Lú apoiou o rosto na cama, e com as mãos pra trás separava as nádegas pra facilitar a penetração. Ficaram assim por um tempo, até que o menino anunciou que não aguentava mais e iria gozar. Minha tia se virou rapidamente e tentou abocanhar o pau do garoto, mais não deu tempo, gemendo e demonstrando estar exausto o garoto soltou jatos de porra que atingiram minha tia no pescoço, e boa parte de seu rosto. Tia Lú passava os dedos na porra espalhada por seu corpo, e depois os levava até a boca, por fim chupou o pau do menino até limpá-lo por completo. Com uma cara de safada, super feliz, e passando a língua por toda a extensão do pau dele, foi assim que meu tio encerrou a filmagem.

Quando voltei à realidade, fui tirar o DVD e desligar a TV, então me dei conta do que tinha acabado de fazer. Me masturbei enquanto assistia o vídeo, e sem perceber acabei sujando parte da coxa da cama de meus tios. Fique desesperado e fui buscar algo pra limpar, porém isso acabou rendendo uma outra histária que em breve lhes contarei. Continua...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS



ajudando a vizinha gostosa a troca a lampada contoenteadadormiu bebada sem calcinhacoroa de 60 anos metendo com adolecente no funkestupro no onibus pornomeu genro tiro o cabaso do meu cuzinho e arrombo minha bucetacontos eroticos traicao/corno namorada viciada em jeba no cufui tomar banho na casa do amigo e comeu a mulher deleContos eroticos o jardineiro me enrabou gostosocua regasadconto erotico gay florestacontos erotico a calcinha da voContos eroticos boa noite cinderelaconto sozinho com minha sogracontos de sexo com velhos babõescontos eroticos de meninas novinhas adolecentes transando com homens maduros e bem dotadoscontos eroticos dano banho no primoconto corno namorada bebadaFui pego de mini saia contos gaysenfiaram uma bucha no cu do estupradorcontos eróticos casada e sodomizada no escuro"amor vou dar" amigo colegametendoo con vpontadi pornodemorou mais eu fodi minha irmaContos curtos de coroa sendo humilhada e gostandominha irma uma pretinh que adora trepa comigo pornochulé da minha irman contos eroticosvizinha teen contoConquistei minha enteada conto eróticocontos erotico seduzindo marido da conhadaisso viadinho engole essa rola vou estrupar sua gargantacontos sadomasoquista extremowww.porno chupado os peito ate fica roxo.comcontos eroticos o diretor pe de mesa comeu o cu do aluno sou casada meu visinho novinho contosf****** a b******** da minha enteada Camila e ela Gozou muito no meu pauConto erotico gay dando pro senhor geraldoconto erotico estupro sequestro sadomasoquistahomem colocou sua picA ENORME NA XOTA DA CABRITA ENFIO TUDOConto erotico kasado so pensa em pikacomi minha mae na varanda contoscontos eróticos casal novinho cabinevidios dos bucetao mais carnudo e enchados nusConto erotico de a massagemvideo porno do sobrinho traindo seu tio jorgeajudei meus amigos com a mae contoconto erotico comendo esposa i enteada gravidasincesto bebado e drogado teste cufui consola a cunhada contosconto gay meu melhor amigo de 37 anostive meu cú penetrando na infânciase um homem excita uma mulher e demora muito para penetra-la ela pode sentir uma dorzinhacontos eróticos minha esposa dançou com negao de biquíniimagens de conto de homem macho transando com negro macho entregador de gásconto erotico masculino gay " a ajuda que o padre queria"videos porno pai afunda as tanga da filha virgemcheguei da escola vi minha p*** s***** dando para o meu tio minha prima piranha s*****contos eroticos a filhinha da empregadacontos-vem foder sua putinhacontos eroticos casal voyeur sem querero pedreiro.dormiu no.meu quarto conto gaycontos de encesto marianaMinha sobrinha pediu para eu dar um shortinho de lycra pa ela usa sem calsinha para mim contosgoogle dominando noivinhas contoscontos eroticos de mulheres tendo suas tetas mamadas por animais e eles metendo nelascontos eroticos sobre voyeur de esposacadela virgem contovídeo x infermerinha safada 4contos sacanagemcontos eroticos mamae meu irmao eu e meu cabaçomenina dormindo de calcinha cinza sendo abusada pelo pai pornoCasada viajando contosconto erotico incesto eu e mamae na passagem de anomeu amigo falou que quer comerminha esposaEu fui forçada a fuder contos eróticos com fotostanguinhas.de.lycra.contos.crossdresserhomens velho gay contoscontos eroticos meus dois primos mim fuderam a força gaycontos minha irmã cavalagozandonocilindrocontoseroticosdeincesto/irmaoeirmacontos eróticos: fui iniciada e transformada em mulher por meu tio parte 2velho zinho tarado contosconto erotico eu e meu irmao fudendo minha esposaContos pornos-mamae deu um selinho no meu pauconto erotico meu compadrer e minha esposacomi o irmao da minha mulhercontos eróticos marido cornocontos eroticos brincando.contos eroticos casei com um lindo viadinhocontos eróticos tenho 31 anos e tirei a virgindade da buceta da minha noiva de 19 anosmeu sobrinho me comeu bebada contoscontos erótico fudi uma cabritinhaconto erotico estou gravida do meu irmãocontos eroticos minha enteada me chantageouconto gay fodido por dois dotadosconto erotico a noivaContoesposaficoucontos eroticos tia dando pro proprio subrinho