Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O FILME FOI O COMEÇO DE TUDO. TUDO MESMO.

Olá. Estou aqui para contar pra vocês como foi a minha primeira vez. Esse conto é Verídico. Tenho 19 anos mas na época eu tinha 14.



Bom vamos lá...



Quando eu era mais novo, minha mãe não tinha condições de criar seus dois filhos. O meu irmão, por se mais novo, ficou com ela e eu fui adotado por um amigo da minha mãe que tinha condições melhores pra cuidar de mim. Não foi uma adoção registrada no papel, foi uma adoção de coração.

Fui morar com essa pessoa ao qual sempre me referi como "tio", com os meus 7 anos de idade. Uma pessoa de bom coração, fazia tudo pra me agradar, frequentei as melhores escolas da região, enfim, eu tinha muito respeito pelo meu tio e pelo tanto que fez por mim. Meu tio com 39 anos, troncudinho, alto e pernas de dar inveja a muitos malhados por aí. Sempre foi muito carinhoso comigo, mas quando precisava, não hesitava em dar umas boas palmadas.

Logo depois de eu completar 19 anos, nos mudamos para uma casa no interior do Rio de Janeiro. Uma casa bonita com piscina e tudo. Pra mim foi um sonho morar lá, foram os melhores dias da minha vida. Tudo aconteceu depois da mudança, eu estava sem a minha cama ainda pois estava desmontada, e como meu tio dorme em uma cama de casal, ele resolveu que eu dormisse com ele por enquanto. Na primeira noite, ele foi muito carinhoso comigo e fez carinho na minha cabeça até eu adormecer. Meu tio, militar, era muito ocupado e eu sempre arrumava as coisas dentro de casa para ajuda-lo. Um dia meu tio ficou de serviço (tinha que ficar 24 horas no trabalho), era um sábado e eu não tinha aula. Fiquei na internet até altas horas quando tive a idéia de baixar um filme pornográfico para assistir no DVD. Fiquei horas baixando o filme e quando acabei tive uma decepção, era um filme gay. Na época, eu não me interessava por essas coisas, na verdade eu não sabia nada sobre isso. Sempre fui um menino inocente, sem maldade nenhuma na cabeça. Eu não baixei o filme com o intuito de me acabar na punheta porque eu nunca tinha feito isso. Era mais curiosidade mesmo, coisa de garoto que esta entrando na puberdade. Depois da "decepção", começou a bater uma curiosidade e acabei gravando o filme mesmo sendo um filme gay. Fui para o quarto do meu tio, coloquei o filme no DVD e deitei na cama para assisti-lo. Já era madrugada pois o filme tinha demorado muito a baixar. Comecei a ver o filme e na primeira cena, uma sensação diferente, um frio na barriga e um arrepio na espinha tomaram conta de mim.

Nunca tinha visto um filme gay e pra falar a verdade, estava gostando. Lembro que vi o filme até a metade mas não aguentei e acabei dormindo. Quando deu 11:37 da manha, eu acordei (eu digo a hora exata porque eu vi no meu celular) e levei um susto pois ja tinha passado da hora do meu tio chegar. Acordei apressado e notei que a TV e o DVD ficaram ligados a noite toda. Desliguei os dois e fui para a cozinha e chegando lá, a surpresa, meu tio estava sentado na mesa tomando café e lendo o jornal. Nada estranho se o meu tio não tivesse arrumado a mesa pra nás dois e ter me deixado dormir tanto tempo. Eu sempre arrumava a mesa do café em casa então fiquei logo desconfiado de que ele tinha visto o filme e não me acordou para não me deixar sem graça.



- bom dia branquinho. (me chamava assim pq eu sou branquinho mesmo)

- bom dia tio. Porque o tio não me acordou?

- ah... você estava dormindo tão bem e não era necessário te acordar.

Fiquei mais intrigado ainda. Ele nunca tinha feito isso. Sempre me acordava cedo pois dizia que um homem tem que acordar cedo pra cuidar da família. Depois de tomar o café, fui pra piscina com o meu tio como fazíamos todo domingo. Era um dia quente e eu estava com calor sá de pensar que meu tio pudesse ter visto o bendito filme.

Bom... fomos para a piscina ficamos conversando sobre o trabalho dele. Perguntei o que ele ficou fazendo de madrugada e como sempre ele respondia: "o mesmo de sempre, dormindo." e como sempre eu ria muito disso.

Até certo momento me convenci de que meu tio não tinha visto o DVD até que:



- miguel, que filme era aquele que você estava vendo otém a noite?

Nossa... juro que o meu coração parecia que ia sair pela boca. Fiquei vermelho e fui notado. Sá sei que não respondi a pergunta e fui logo mudando de assunto.

- ah tio... era um filme lá. Quer uma cerveja? Coloquei na geladeira ontem a noite. Quer?

- quero. Vai lá buscar pra mim!

Quando sai da piscina, fiquei muito aliviado por ele não ter persistido na pergunta. A sensação que tive era que tinha ido ao médico e ele dissesse pra mim que eu tinha apenas um dia de vida e logo depois dissesse que tinha se enganado e que eu ainda ia viver muito. Sem exagero. Meu tio apesar de ser carinhoso, era muito mandão e duro demais, coisa de militar mesmo. Achei que ia apanhar mas até estava estranhando pois, afinal, ele tinha visto o filme e eu achava que essas coisas não eram permitidas aqui em casa. Depois de levar a cerveja pra ele, fui para o quarto e deitei na cama para assistir TV. Estava lá assistindo quando meu tio entra no quarto, deita na cama e começa a fazer carinho na minha cabeça que ele sabe que eu tanto gosto.



- Miguel, põe aquele filme pra eu ver.

Nossa... outra facada. Eu não sabia o que falar. Minhas pernas bambearam e eu estava tremendo muito.

- tio, é um filme sem graça. O tio não vai gostar. Eu tenho um filme melhor com o Arnold Shwazeneger.

Tentei pega-lo com o que ele mais gostava. Filmes de ação, porém, sem sucesso.

- não. quero ver o filme que você estava vendo ontem a noite.

Não teve jeito, coloquei o filme e deitei denovo na cama já preparado pra levar uma bronca.

- você estava vendo esse filme?

- estava tio.

- você gosta dessas coisas?

- não. eu achei que era um filme com mulher mas depois eu vi que era com homem.

- você viu ele todo?

- não. eu dormi no meio do filme.

Eu já estava chorando. Meu tio me abraçou e perguntou:

- por que você está chorando? Não é uma coisa tão ruim assim. Não precisa ficar com medo.

Eu fiquei muito feliz com aquelas palavras carinhosas mas mesmo assim continuei chorando e desta vez, estava soluçando.

- ohh meu branquinho. Não fica assim. O tio te ama muito.

Não precisa ter medo do tio não.

Depois de me abraçar e me acalmar, deitou com as pernas atravessadas sobre mim e começamos a assistir o filme juntos.

- Miguel, fala a verdade pro tio, você gostou desse filme?

Eu decidi contar o que tinha achado:

- Tio, eu achei que era filme de mulher mas esse não é ruim.

- quer dizer então que o meu branquinho gosta de filme gay?

Fiquei muito sem graça mas eu sabia que ele estava me provocando de propásito pra eu ficar vermelho.

Em algum momento do filme, eu dormi. Acordei com o meu tio bem encostado em mim, como se estivesse me fazendo de conxinha. Senti alguma coisa dura pressionando minha bundinha e coloquei a mão pra ver o que era. Pra minha surpresa, era a pica do meu tio encostando no meu rabinho.

Fiquei muito sem graça e com medo dele acordar mas ao mesmo tempo, um tesão diferente começou a tomar conta de mim. Aquela piroca grande, grossa e dura encostando na minha bunda estava me proporcionando uma sensação muito gostosa. Me ajeitei melhor pra sentir aquela pica encostando na minha bunda, bem no meio do reguinho. Meu tio acordou quando eu estava me ajeitando e me pegou no flagra.

- Aha... Sabia que você gostava disso. Vou te mostrar como é bom.

- é que... eu tava... eu tava dormindo. (gaguejei).

- mas eu vou te mostar mesmo assim.

Nessa hora ele tirou a roupa ficando pelado na cama. Fiquei hipnotizado com aquele caralho enorme na minha frente. Atá o momento, eu sá tinha visto o meu práprio pinto.

- tira a roupa moleque. Vou te mostrar uma coisa.

Eu tirei a roupa e meu tio mandou que eu virasse de costas pra ele. Começou a passar a pica no meu reguinho que já estava todo meladinho com aquela aguinha que saia de seu pau.

- e ae meu branquinho? Está gostando da pica do tio no reguinho?

Sim... Eu estava gostando. Nunca tinha me imaginado em uma situação dessas com o meu tio.

- tio, ta gostoso, mas não é errado fazer isso?

- oras, se você está gostando tanto quanto eu, não acho errado. Agora mexe esse bumbum pro tio vai!

Comecei a mexer minha bundinha e percebi que meu tio estava ofegante. Sá o que ele dizia era:

- isso garoto... Isso meu branquinho... Mexe pro tio assim vai... shhhh... que gostoso! Tá gostoso tá?

- ta tio. (eu ainda estava sem jeito mas estava gostando)

- vem ca, vem ver o pinto do seu tio mais de perto vem!

Virei o meu corpo e abaixei a cabeça para ver mais de perto o pintão duro do meu tio.

- isso moleque. Gosta do que está vendo? Pois vou te ensinar uma coisa diferente.

Nessa hora, ele fez força com a minha cabeça que por sua vez, fez minha boquinha chegar bem pertinho daquele pau musculoso. Senti um cheiro diferente, um cheiro de macho mesmo. Estava tremendo da cabeça aos pés mas não de medo, era de tesão mesmo.

- Chupa ele meu branquinho! Chupa!

Bem devagar, fui encostando a boquinha naquele mastro até estar com ele na metade da minha boca. Que gosto bom. Era um novo mundo pra mim. Comecei a me deliciar naquela pica.

- isso... shhh... que delicia meu menino... Isso, chupa que o tio gosta. Te amo muito meu branquinho.

Começou a bombar na minha boca e eu estava quase engasgando mas tentei não demonstrar, afinal, meu tio estava gostando muito, e eu também.

- Que coisa gostosa meu garoto! Que delícia de boquinha! Vou querer essa boquinha todo dia. Ta gostoso Miguelzinho?

- hum... shh.. ta tio.

- então chupa assim gostoso que o tio vai te dar leitinho pra crescer e ficar bem forte. Chupa vai!

Na hora, eu não entendi o que ele quis dizer com isso até que:

- isso... O tio vai gozar... Toma o leitinho todo vai. Toma tudo... aaaaahhhhh!!! TOMAA!! TOMA ESSE LEITINHO MOLEQUE!!

Começou a jorrar na minha boca. Era leite que não acabava mais.Adorei o gosto, tomei tudo e queria ainda mais.

Depois de ter jorrado e feito eu tomar toda a sua essência de macho, me puxou pra cima e me deu um beijo de língua mais carinhoso do mundo e disse:

- O tio te ama muito. Quero que você seja meu menininho pra sempre.

Eu o abracei forte e disse:

- Também te amo muito tio. Quero ser seu menininho pra sempre.



Até hoje, eu ainda moro com meu tio e quase todo dia eu tomo seu leitinho e faço outas coisas também, mas isso é uma outra histária que prometo contar a vocês. Se você gostou dessa histária, vote em mim e estarei contando mais sobre minha vida com o meu tio.



Abraços e obrigado por lerem. Até a práxima!



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS



fuder com padrasto contoscontos eróticos brincadeiracontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticos na arrombada noite de nupsiaFoderam gente contos tennscontos chantageada pelo genro e pela filhatomando encoxada notrem contos eoticossentei no pau do dog contoshetero resolveu da a bundacoroa cadela contosvelhos pauzudosCONTO FODA MAE TIAconto erotico de mae meu filho meu jumentinhoesposa seria se bronzeando em casa contoconto erotico iniciado pelo coroafiquei com a buceta ardisa pela grossa rolaconto chicoteda na bucetaContos eróticos Gay Calção Recheado do irmãoContos eróticos gordonas de 200 klcontos gozando primeira vez orgasmo 19 anosenrabada na frente do meu marido/contosConto erotico forçada a ser lebisca ou chupa ou leva porrandacomto erotico enteada adolecente na praiaContos eroticos cona econto de sexo velho taradoContos eroticos dando o cu no hospitalcasada desfilado de calcinha contos eroticocontoseroticos minha sobrinha novinha gosava em silênciocontos eróticos meu marido eu e meu alazãoconto erotico incestofilha sobrinha enteadaconto erótico olha quem cresceucontos encostando devagar calcinha enfiadaContos de safadezas com o padrasto desde pequenacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casatroca troca no orfanato contos eróticos gaycontos porno sou putinha pra minha mae no puteiro da familiameu cachorro emgatou no meu cu cintoPerdi meu cabaco o com meu pai e arrobadotia gritando "me come sobrinho"sogra fez anal por curiosidade contosconto eroticb de muljher trainfo maridno barconto erotico meu bezerro boqueteiropasseia foder mamae todo dia contos eroticosContos erotico sem querer trepei com a cunhada na chacara dela,,,onto de encesto fui pega minha filinha no preContos casado chorando na rola do ricardaoconto amador minha mulher viu o tamanho do cassete do cunhadocontos eróticos com homens de pinto muito muito grande fora do normalcontos eróticos fui Penha a força por dois porno conto meu primeiroamorChupando minha empregada dormindo contoscontos eroticos de incesto fiquei mestryada quando tinha oito anos e perdi a virgindade minha pepeca queimavacontos casada f****** com outrofazendo amor com Alexandra pegando ela de quatro contos eróticoscontos eróticos Levei minha filha para meu amanteContos eroticos gozando até chorarcontos erotico sendo fodida e fotografadaporno mulhe bebada da para minino memo didadecontos eroticos, dei a buceta pro traficanteContos eroticos ninfomaniacaetero deu o cu so de curiosidade pela primeira vez e chorouconto pegei minha cunhada novinha se mastrubandocontos eróticos meu amante meu marido viraram amigosconto eróticos minha madrinha de infânciacontos eroticos viuvaContos eróticos: menininha da a buceta pro camioneiro bem dotadocoroa coxuda gozando contoscontos eroticos transformado em putacontos eróticos de garotas f****** velhocontos eroticos minha esposa e nosso casal de amigosconto cu buceta zooconto erotico menague com a noracasa do conto mae rabuda trai o marido com filhocontoseroticosasmeninas contos eroticos sobre voyeur de esposa