Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MELHOR AMIGA DA MINHA MAE!

Bem, acho que todos nás, temos aquela amiga da nossa mãe, que é carente no casamento, Não por não ser bem tratada, ou por não ter o que ela quer do seu marido..Mas sim por seu marido não realizar suas fantasias sexuais, e no meu caso por quase nunca transar com sua mulher! Vamos dizer que no meu caso não posso a definir como a “gostosona” mais que posso facilmente disser que ela é boa, e pra ser mais claro, ela se chama Nilza, morena de olhos verdes, seios fartos, e um corpinho que pra idade dela, é bom! Nilza é na verdade a melhor amiga da minha mãe, e obvio que a conheço desde a infância, nesse tempo vivia em sua casa, mas quando cresci um pouco deixei um pouco de visitar sua casa, mais por causa de suas duas filhas, que são um porre. Por conta disso a via pouco, e umas dessas vezes foi o casamento de uma de suas sobrinhas, onde meus pais também foram padrinhos juntos com ela e seu marido, ela não parava de me elogiar!



-ai, como você cresceu; essa camisa fico linda em você..

Coisas desse tipo! Eu claro achava normal, seu marido até me zoava, pois eu estava com uma camisa rosa..

- é, realmente combina com você!

mesmo estando bem atrasados, fomos para o casamento, sabe como é igreja, aquela mesma coisa de sempre, mas sá tinha ido mesmo, a aquela casamento, porque soube que a festa seria maravilhosa, depois de terminado o a parte chata seguimos para a festa, o lugar era imenso e lindo, um sitio; a comida não estava muito boa, mas o importante era que a bebida estava a toda, eu passeava de mesa em mesa conversando e bebendo por cada mesa que passava, no começo a musica era bem jovem, tocava eletronica e funk, mas cada vez mais foi mudando, e madrugada adentro, já tocava aquelas musicas antigas, mas a pista começou a pegar fogo, por volta das 2 da madrugada, quando eu já estava ficando meio ruim..mesmo tentando fazer com que todos inclusive meus pais não notassem! mais é fato que o forro animou a todos, ate quem não saia da cadeira de jeito nenhum veio dançar, pois a maioria do pessoal que estava ali, era nordestino, não estava afim de dançar, e fiquei encostado na parede bebendo com uns amigos, nessa hora vi Nilza, cruzando a pista, ela foi ate um dos padrinhos, que estava dançando sozinho e o puxou pra dançar, logo a esposa dele em tom de brincadeira o tomou dela, e foi dançar com ele, Nilza então ficou dançando sozinho nessa hora, o que eu não podia deixar acontecer, fui ate ela e a puxei pra dançar, aquela 1ª dança foi sem malicia nenhuma, ate dançamos meio errado, por causa da bebida, sá sei que no fim da musica ela me colou em seu corpo, e ficamos naquele rala coxa tradicional do forro, acabou a musica e ela me deu um abraço!

- nossa, você ta dançando muito, vai ser meu parceiro hoje a noite toda!

ela chegou pertinho do meu ouvido!

- deve ta beijando muito hoje também!

juro que aquela frase me soou diferente, tipo o que ela quis dizer? Ela não esperou minha resposta e saiu dali, continuei lá então com meus amigos.. na outra musica que tocou lá vem ela correndo em minha direção, logo me puxou e começamos a dançar, era uma musica mais lenta de forro, e normalmente encostei meu rosto no dela, dessa vez já começamos a dançar bem mais colados, e foi complicado controlar o meu tesão, ela sussurrou em meu ouvido!

- Toni foi levar os parentes dele em casa, e depois vai passar lá em casa e trocar de roupa ainda, você vai ficar dançando aqui comigo não é?

- claro!

junto com o claro apertei mais seu corpo junto ao meu, e desci um pouco minha mão, continuamos dançando , sem falar muita coisa, mas na segunda musica ela para de dançar!

- a, vamos sentar um pouco, conversar, cansei de dançar!

ela pegou em minha mão e me levou pra parte do salão que é coberta, onde estava todas as mesas, onde estavam meus pais conversando com um casal amigo deles, sentamos e pegamos uma cerveja, ela mal deu o 1ª gole e começou a falar..

‘ah, Lucas não tenho porque ter medo de te falar isso, pois acho que você já sabe, ou já deve ter escutado eu e sua mãe conversarmos!

Me fiz de desentendido e perguntei o que?

- ah, você sabe.. como sua mãe diz, o Toni não comparece mais, e eu tenho que ficar sá na mão!

a única coisa que fiz na hora foi rir, e olhar para o lado para ver se ninguém havia escutado.. mais o falatário era tanto que ninguém escutava a menos que estivesse colado na pessoa, mais ela continuou..

-eu sei que você não tem nada a vê com isso, mas enquanto agente dançava eu me senti um pouco desejada sabe, e isso me deixou com tezão, o que ultimamente eu tenho tido bastante!

Quase morri ouvindo isso, matei meu copo de cerveja de uma vez..

- se eu pudesse fazer alguma coisa!

Ela colocou uma de suas mãos sobre minha perna, na altura da virilha, sá um pouco abaixo..

- a, você pelo menos me fez sentir desejada e me fez ficar com tesão! Coisa que ninguém faz a tempo!

Fiquei feliz com conversa, e queria ver onde aquilo ia dar..

- A quanto tempo você ta sem fazer o aquilo? ‘ ela riu e meio que me arranhou com a mão que estava sobre minha coxa..

- Faz sá uns 6 meses!

Fiquei boquiaberto..

- como você consegue? Ou é o Toni que não sobe mais ?

Ela riu..

- é, isso também!

Começou a alisar minha coxa, e olhando pra baixo..

- bem diferente de você não é!?

Quando me dei conta que meu pau estava estourando dentro da calça..

- ai, Nilza me desculpa! Não conta isso pra minha mãe!

Ela tirou a mão da minha coxa..

-não ligue, alias pode continuar desse jeito, a tempos não vejo um assim pra mim! E alias, vamos conversar em outro lugar aqui não da pra escutar direito!

Ela novamente me pegou pela mão, como se eu fosse uma criança, e me levou pra um canto do sitio, quase que totalmente escuro onde não tinha ninguém.. sá havia arvores e mais arvores, no meio do caminho ela me deu um puxão, onde acabei ficando colado nela, fomos andando colados até chegar na ultima arvore daquela lado.. ela se encostou no tronco, e me puxou forte pela camisa..

- eu acho que eu sei um jeito de você me ajudar.. sá que você tem que prometer que vai ser nosso segredinho!

Sá me veio na cabeça dizer um sim, e foi o que disse, ela me deu um daqueles beijos que faz faltar o ar, enquanto sua mão já descia ate meu cacete, aquilo me deixou tão louco que não pude nem pensar.. sá me toquei quando ouvir de longe falarem alguma coisa no auto falante, parei de beija – La ..

- acho que aqui podem pegar a gente!

Ela foi tirando a mão do meu cacete..

- é mesmo que burrada que eu estou fazendo, você é como um filho pra mim, isso é errado, vamos ficar por aqui e esquecer o que aconteceu viu!

Ela já ia se soltando de mim, quando eu a grudei novamente na arvore.. ‘ não tem nada de errado, somos homem e mulher loucos um pelo outro, e agora sou eu que estou louco de tezão por você! ‘ fechei minha calça e tentei disfarçar meu tezão, mais ainda ficamos ali pensando aonde ia e como fazer sem que ninguém desconfie, ela varias vezes queria não fazer, mas eu a convencia do contrario, então chegamos a conclusão que íamos ate a casa da sua sobrinha, que era na rua de cima do sitio, enquanto ela pedia a chave pra sua sobrinha, pedi a chave do carro do meu pai pra leva - la, estavam todos tão bebados que nem queriam saber para que e porque, eu mesmo sem carteira fui dirigindo ate a casa da sobrinha de Nilza que era pertinho.. já no caminho dentro do carro mesmo, ela já estava me chupando, mas o melhor ainda estava por vir, mal entramos na casa, onde não havia ninguém, pois estavam todos na festa, já fomos ficando nus, fiz questão de deita – la no 1ª sofá e chupa - la, ela gozou muito, e diversas vezes, chegando as vezes ate a espirrar na minha cara..

- nossa amor desculpa, é que faz tanto tempo que não gozo com uma língua tão gostosa na minha boceta, que olha no que deu, vamos tomar um banho vamos?

Ela me levou pro banheiro, enquanto eu me lavava ela esfregava aquela bunda com uma marquinha maravilhosa no meu pau, não me contive de tezão e a comi em pé mesmo, ali dentro daquele banheiro pequeno, ela gemia muito!

- vai meu amor, come essa boceta, mete tudo vaaaaai!

Eu ainda a comendo, ela me virou a cabeça e me olhou com cara de safada..

- eu quero dar pra você em todos os cômodos dessa casa hoje!

Sai do banheiro ainda molhados fomos pra uma cama de casal, onde comecei comendo ela de ladinho, percebi que era queria mais, pois mesmo com meu pau inteiro dentro de sua boceta, ela enfiava um pouco dos seus dedinhos, ela se jogou por cima de mim, e de costas pra mim começou a cavalgar como uma louca, anunciei que iria gozar..

- ainda não amor, quero que você me chupe de novo antes, tá?

Sai de baixo dela, e comecei a chupa - la de novo, ela gozou na primeira passada de língua que dei no seu grelinho, percebi então que seu cuzinho piscava,, e comecei a chupa - lo, ela se contorcia quando eu chupava seu cuzinho..

- é hoje que eu vou comer esse cuzinho!

Ela começou a se masturbar..

- amor, eu quero dar ele pra você, mais ainda sou virgem desse buraquinho!

Pensei então, se ela quer dar, porque não.. comecei a lubrificar mais seu cuzinho e passei a enfiar um dedinho de começo, quando do nada meu celular toca.. pensei em não atender.. mais ela achou melhor eu atender, atendi mas continuei com meu dedo dentro do seu cuzinho!

- filho, vem pra cá o Toni chegou aqui e já já vão cortar o bolo dos noivos.

Como estava no viva voz ela ouviu e ficou desesperada..

- vamos logo embora daqui, vão acabar pegando agente aqui.. ‘ ela se levantou e começou a se vestir.

- mais , espera aê , primeiro você vai ter que me fazer gozar, que ai eu garanto que se tiver uma outra vez vai ser bem melhor!

Ela se abaixou na minha frente..

- desculpa meu amor, ainda não te dei um trato não é?

- é, olha como ele ta duro pra você!

Ela começou a passar a língua sobre minha cabeçinha, e logo me fez gozar! Ainda tomamos uma ducha rápida e nos vestimos pra voltar à festa! Ainda bem que lá ninguém percebeu nada! a festa foi até de manhã, sei lá imaginei que se ficasse muito com Nilza daria muito na cara, então não fiquei com ela nenhum instante, sá a via quando ela vinha na mesa que eu estava pegar um chopp, mas ninguém via maldade nenhuma entre agente, o que foi bom, pois pensei que daria pra fazer mais vezes! Na hora de irmos embora, sendo que fomos uns dos últimos a sair, meus pais queriam que Nilza e Toni fossem em nossa casa, já que seus filhos dormiriam na casa da tia, eles por a nossa casa ser mais perto foram, naquele momento eu era o mais sábrio ninguém tinha roupa pra dormir em minha casa, colocaram um colchão de casal na sala, Nilza e Toni sá fizeram tirar a roupa do casamento e se deitarem sá de roupa intima.. todos capotaram, eu acordei muito tarde e Nilza já havia ido embora com Toni.. aquela noite ficou na minha cabeça, quando me lembrava na mesma hora me dava um tezão e era quase que obrigado e tocar uma pensando em Nilza! na segunda feira a tarde, recebi uma mensagem no meu celular dela, o que me surpreendeu, pois pra mim ela nem tinha meu celular.. na mensagem ela dizia!

- aquela noite foi perfeita, mais ainda quero mais, vê se apaga isso!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS



x v¨ªdeo so peitudasminha mae da para um velho pirocudo espiei ela contosde calcinha na frente do meu pai contosmeu coninho deixou nosso filho mim fode gostoso contoconto erotico gay cuzinho rosinha tapas socaconto gay comendo meu vizinho gaycontos eu era virgem edei pro travesti bem dotadocontos mulher que coloca silicone no seiocontos sexo.como tornei escravacontos eróticos-leite condensadocontos-gays sou gay e fui arrombado pelo pauzao grosso e grande do meu patraosou submisso da.minhA nAmorada e dos seus machos contosporno contos subornei minha intiada/conto_3205_pescaria-no-pantanal.htmlcontos eroticos eu minha amiga e o desconhecidoconto erotico trepei na minha tiatroca de punhetacontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandrosconto minha cunhada e sua amigaertrupada pelo mendingo velhinho contos eroticosconto erotico sexo com moto taxitrai meu marido bebado com seu amigo bebado na sala contosBebada me bulinaram contos eroticosxxvidio pai fudend afilh afrentcontos erot.vizinho casado tirou minha virgindadecontos pornos gay nas dunascasa dos contos painho sou gayhistoria contos de sexovovo bulunado minha pepeca incestocontos eroticos boquete da minha dentistacoloquei ela de bruços contos de travestisou uma mulher casada mais adoro trai meu marido adoro da minha bucetinha meu cuzinho a outro homem e tambem adoro chupaconto nao sei como minha mulher aguentou aquele jegueContodeputaConto hetero pus dedo no cu do machaoConto erotico 25cm pica grossa na novinha da escolacontos eroticos meu gerro é pauzudocontos vendo o meu cunhado a fode minha irma betinhacontos eróticos esposa amanheci toda meladacontos erotico irmao xupando buceta d irma d 9aconto erotico amigo pauzudo do marido comeu eu e minha filhaimagens de conto de homem macho transando com entregador de água machocontos eu minha e nossa fantasiacobto eróticos. chupei cu do meu maridoCasa da maite erotico tia bebadacasada do corno na praia contocontos eroticos vizinha de camizola curtinhacontos comedor e dominador cruelconto erotico chupando os pes da minha irmaconto engravideu minh sobrinhacomi minha enteada fingindo que tava dormindo de pernas abertas contos 2018conto irma com tesaoconto minha mulher gostosa da academia trepa com os personais e amigo,scontos eróticos dei minha Buceta virgem pro meu vizinhoconto incesto irmã pedido picaminha esposa me contando os detalhesContos eroticos: desde novinho era afeminado louco pra da o cucoloco sobrinha no colo contoc.erotico lua de melContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar pes de primasgozando na boca da irma casada contoconto corno leva sua savada pra asisti o jogo de chortinho torano a bucetaestrupei minha amiga sadomazoquismo conto eroticorelatos de incestoEu olhava a bucetinha de melina e ficava loucocoroa casada depilada contosFoderam gente contos tennscontos exoticos no.cinemaconto erotico mulher do meu sonho seios ggfui trepada pelo jegue di meu sogro. conto eróticodei minha bucetinha pro meu cachorroconto erotico minha patroa me viu de pau durocontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eróticos de comi a chata da claseContos eroticos briguei com o marido dei pra outroviagra pra minha mae contos eroticosminha filha piranha foi me visitar contoviajei e transei no onibus marido corno assumidoContos gays novinhos brasileiro premeira vezporno boquete inscente inesperadowww.xconto.com/encestocontos cara comeu minha mulher devaga pra mim nao ver contosMULHER COMENDO O HOMEN COM MAO TODAomcontos eróticos arregaceicontos de cú de irmà da igrejaconto eroticos de garotoscontos eróticos a crente peituda de vestido levecontos eróticos escravo de minha irmãporno club conto eroticos de meninos gaysMe comeram ao lado do meu namorado