Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ENCOXANDO NEGUINHA BUNDUDA BAIXINHA NO TREM

Olá. Deixe-me fazer uma breve introdução neste meu primeiro conto.



Durante muitos anos fui Office-Boy e costumava pegar vários ônibus todos os dias. Isso me fez ficar craque na arte das encoxadas por muito tempo.



Infelizmente, esse tempo passou; mas não quer dizer que não continue encoxando ocasionalmente. Trabalho de roupa social todo dia, e costumo utilizar o transporte coletivo em São Paulo por conveniência e por prazer ;)



Outro dia, por exemplo, estava pegando o trem lotado, sem estar muito mal intencionado. Porém, o trem estava realmente lotado, e fiquei na parte que menos atrapalharia quem estivesse entrando: do lado da porta, mas não de frente para ela. Existe um pequeno espaço nesse local, onde estava eu e, do meu lado, uma mulher de jeans e virada de lado e de costas para mim. Eu e ela segurávamos no cano acima de nossas cabeças, e eventualmente ela dava alguns esbarrõezinhos com sua bunda em minha coxa.



Porém, no começo do corredor, quase do meu lado, estava uma neguinha meio gordinha, baixinha, com uma cara de poucos amigos, mas com uma barriguinha deliciosa que dava para ver o umbigo e uma bunda extremamente grande e redonda para sua altura (eu não sou alto, mas ela era mais baixa ainda!).



Fiquei secando demoradamente aquela barriguinha e aquela bundinha deliciosa, mas em nenhum momento saí do meu lugar inicial do trem. As pessoas é que iam passando para o corredor ou saindo dele.



A baixinha neguinha vestia uma pequena blusa aberta e um top, onde conseguia se ver sua barriguinha meio redonda com peitões bem generosos. Do lado de baixo, uma daquelas calças e moleton branca com figuras bem apertada. Uma delícia para encoxar, pois ela sente seu pênis se esfregando, e você sente a bunda dela, que no caso era um pouco mole mas com muita "sustância", do jeito que eu gosto.



Mas não tínhamos encostado um no outro ainda. Um senhor bem mais velho entrou em uma estação e resolveu encostar-se bem atrás da neguinha. Enquanto isso, flertava levemente com a outra mulher e sua bunda dentro do jeans.



Eis que entra mais uma mulher na jogada: uma negra de altura mediana e vestido alaranjado, que vai do ombro aos pés. Ela entra meio apressada naquela algazarra e eu deixo um pequeno espaço para que ela fique do meu lado. Ela vem com uma certa pressão e vai se colocando aos poucos na minha frente. Como eu já estava esfregando minha coxa em sua bunda, não grande, meio mole e que dava para ver o "meinho", ela foi cada vez mais ficando perto de mim, até que na práxima estação, que encheu mais ainda o trem, ela se agarrou no cano, ficando perto dele mas um pouco afastada, e eu fiquei bem atrás dela, já mirando meu pau bem no meio da bundinha dela.



Fique então esfregando e ajeitando meu pau atrás dela. Ele naquele dia estava mais virado pra direita, mas eu endireitei ele com uma mão e deixei bem de frente para o meio da bunda dela, pois minha posição estava bem "privativa" naquele trem, com ela sá pra mim, que, pelo jeito, estava gostando muito.



Então eu comecei a empurrar levemente para a frente e para trás, pros lados, no ritmo do trem, e ela foi levada junto comigo. Parecia que já estava estocando no meio daquela bunda que encaixada direitinho com minha altura.



Até que tive que dar licença para um monte de gente descer em uma estação intermediária. Isso fez com que eu fosse "espirrado" de volta do lado da negra mediana. Por outro lado, a neguinha baixinha já estava meio irritada com o velho atrás dela e se colocou na frente da negra de laranja, ficando com sua enorme bunda agora do lado do cano, quase onde eu estava.



Daí foi inevitável. Aos poucos parte da polpa de sua enorme bundinha foi se alojando do lado da minha coxa, e pelo jeito era exatamente isso que ela queria, pois estava indo cada vez mais ao meu encontro. Meu pau estava a riste, e ela em uma série de movimentos ajudados pelo trem, e eu, "indefeso" e sendo jogado do lado dela, encostei brevemente, mas deliciosamente, meu pau todo melado em volta de sua bunda reconda e deliciosa, molinha como eu pude constatar dando pequenas apertadas com a coxa.



A grande vantagem dessa vez foi que ela era bem baixinha, de forma que conseguiu passar de baixo do braço da negra de vestido, e se achegou mais perto de mim. Era uma neguinha bem safada, pois fingia que estava irritada com a situação, mas cada vez ia mais perto de mim.



Quando o trem saiu de uma estação e foi para a nossa, me inclinei e virei para o lado da porta. Ela fez a mesma coisa, quase se colocando na minha frente. Mas não foi dessa vez. Já estava extasiado e valeu a experiência, para quem não esperava nada naquele dia.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS



contos eroticos na bundinhacontos eróticos gay flagra na mulecadaEnsinando minha soblinha bunda grande a andar de carro contoconto erotico comir minha própria amigaconto sexo com madre conventocontos eroticos prima cavala ingenuacunhada casada e timida linda contosconto erótico dominando casada bravame ensinaram a bater punheta na escola contosContos eroticos chapeletaConto erotico ZoofiliaTennis zelenograd contocontos fui arrombada dentro de casa pelo baiano amigo do meu maridominha irma casada conto eroticohistorias eroticas gosto de trair meu maridotravesti Zinho que faz programa escondido da mãeconto erótico assediaram minha mulher na ruacontos eroticos fui forcado a virar meninina desde pequenocontos eróticos no colo pra me terhistorias erouticaslesbica minha namorada tirou meu shortsconto erotico mulher fodendo com varios vizinhosComi+o+cuzio+da+mia+intiada+aforsa+conto+eroticomeu professor come caralho a xana contos eroticosrelato erotico meu filho gosa nas calcinha minhasnoite maravilhosa com a cunhada casada contosContos de sexo en onibuscontos erroticos meu sogro bem dotado arronbo meuPiroca de 25cm - conto eroticomamaes safadas atacam filhos e filjaaprimeira vez em fraldas tesãopapai tirou meu cabaçi videos mobileloira resebi anal depois de treinamentocontos eróticos travesti dando o cu para homem do pau grandeconto erótico duas rolar na velhaContos eróticos de gay comi a bunda do meu tioTennis zelenograd contocontos eróticos encontrar minha antiga namorada depois de 30 anoscontos de cú de irmà da igrejamamando na vara feita bezerrinhacontos eróticos sou casado fiz troca troca com um amigo casadocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos madre superiorascontos eroticos comi uma velha bebadaconto erotico silicone .novo da mamaeA tia COROA PUTA contoscontos eróticos meu padrasto só queria me f****Piroca de 25cm - conto eroticocontos comedor de travestispiru inchado conto xxxvoyeur de esposa conto eroticodupla perfeita uma chupava meu pinto e a outra chupava meu cuandreia baixinha tranzando e tamirispor que quando eu falei pro o meu amigo que eu vou ibora comcamionero ele em cheu ohlo de aguacontos de chorei com a pica grande no meu cuzinho apertadocontos eróticos chupa querido aiiiicontos erticos/meus doi primos revesaran em minhumilharam meu namorado contospintudocontosnovinhaMinha mulher voltou bebada e sem calcinha em casa contosirmão roludo cone urmã dormindocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaAdvogada casada e estuprada contosO coroa me levou pra sua lancha conto eroticoConto erotico irmao fingiu que nao sabia transar pra come a irmaCasada viajando contoscontos de corno meu tio engravidou minha esposaSou casada Minhas filhas me viram sendo fodida contoBucetas virgemdas das adolecentes doidowww.contoseroticosdesafadas.com.brescravo conta como leva sua dona ao gozo com a língua na bucetacontos o pedreiro me fez mulher