Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PESCARIA COM VOVÔ E PAIZINHO



Esta é uma continuação do conto ‘INCESTO INESPERADO”.Depois de ter tomado aquele banho de bica com meu,meu cunhado e minha irmã,tentei seduzir meu vovô e sempre sentava nas pernas dele.Adora fazer isso quando eu estaca de cuequinha e ficava brincando de cavalinho nas coxas dele até isso me dá sono e ele me colocar na cama pra dormir.Nessa noite ,meu vovô me colocou pra dormir na cama dos meu pais e durante a noite toda fiquei abraçado com meu paizinho e sentindo o pau dele na minha bundinha de menino;minha mãe dormia inocente ao nosso lado.Adormeci sentindo o cheiro do meu paizinho.

Acordamos cedo e meu avô inventou de irmos pescar e minha mãe não quis ir conosco.Partimos cedo pra o sítio de meu avô e chegando lá ,eles arrumaram as coisas pra pescaria e eu sá observava aqueles dois homens fortes,um parecido com o outro,sá que um mais novo que outro.Vestimos nossos calções de banho e fomos pro rio que ficava práximo da casa.Chegando no rio, pegamos o barco e meu avô me deu uma vara pequena e veio me ensinar a pescar e notei ele muito perto de mim e de vez em quando se encostava na minha bundinha e senti que tava me excitando com aquilo.Ao meio dia ,meu paizinho assou uns peixes e comemos na beira do rio mesmo;quando acabei de comer fui brincar em cima de uma árvore e rasguei meu calção de banho bem na bundinha,meu avô tentou dar um jeito no calção mas como não conseguiu me mandou ficar pelado mesmo e falou que ali sá tinha a gente eu era um menino e me mandou tomar banho de rio.Entrei no rio e chamei os dois pra tomarem banho comigo... Entraram no rio e comecei a pular no pescoço dos dois para pular na água.Depois perguntei ao meu pai porque sá eu estava pelado e eles estavam de calção?Meu avô respondeu porque o calção deles não tinha rasgado.Aí respondi que se eles não tirasse os calções eu ia voltar pra casa do sítio,saí do rio e sentei na beira do rio fazendo cara de bravo.Foi quando meu avô me chama e diz:---Pára com isso,menino,olhe aqui eu estou tirando o calção também ;e quando levantei vi aquele coroa pelado com o pau balançando em minha direção me mostrando o calção na mão.Meu pai também fez o mesmo.Ambos estavam pelados ali sá comigo e tive um pensamento bem safado.Meu avô me pegou no colo e me levou pra dentro do rio e notou meu pauzinho de menino durinho;fiquei deitado na água nos barcos do meu avô como se estivesse boiando;meu paizinho também veio pra perto de nás e colocou os braços por baixo da minha bundinha;começaram a me beijar os peitinhos e coloquei os braços no pescoço de cada um.Meu avô sugeriu que me levasse pra beira do rio,forrou uma toalha na areia e meu avô me ditou sobre ela.De repente,meu avô fala:--Vamos te ensinar tudo,fica tranquilo,filho!Eu nem pensava nisso, sá pensava naqueles dois homens sá pra mim sem a presença de ninguém.Depois se ajoelharam e me ensinaram a chupar os dois paus que pra mim eram grandes pois eram de homens maduros.O pau do meu pai babava muito e eu gostava do gostinho salgado,eu me deliciava com aquilo mas quando olhei pra cima vi os dois se beijando e gostei quando via aquilo;depois meu paizinho se abaixou e chupou meu pauzinho de menino e meu avô começou a punhetar ele.Enquanto meu pai em chupava ,ao mesmo tempo ele colocava o dedo no meu cuzinho.Eu gemia baixinho.Depois meu pai parou de me chupar e foi chupar meu avô,me assustei,mas meu avô falou:---Não se assuste meu neto,seu paizinho sempre fez isso com seu vozinho.Meu pai me colocou de quatro e os dois começaram a explorar meu cuzinho com os dedos grossos e grandes deles.Eles queria relaxar meu cuzinho.Quando sentiram que eu estava relaxado,meu avô foi o primeiro a melar meu cuzinho de cuspe e enfiar me fazendo gemer de dor,mas meu pai veio me beijar e meu avô foi colocando devagar e fui relaxando com os carinhos de meu pai.Meu pai ordenou ao meu avô:--Vá devagar com meu menino!Meu avô continuou bombando na minha bundinha e começou a beijar meu pai.Depois ouvi meu pai pedir a meu avô pra enfiar também, e meu avô tirou o pau e meu pai colocou o dele,mas meu avô não parou de beijar meu pai e isso me excitava mais ainda, eu não queria que aquilo nunca terminasse.Quando meu pai cansou,pediu ao práprio pai pra foder ele.Fiquei ao lado dos dois vendo.Meu pai de quatro e meu avô enfiou tranquilo e tive a certeza que eles já estavam acostumados a foderem juntos.Meu avô não perdoava e enfiava forte no cú do filho e vendo aquilo coloquei minha bundinha pra meu pai lamber..Depois meu avô me mandou também ficar de quatro e fiquei ao lado do meu pai e meu avô tirou o pau do cú dele e cravou no meu e meu pai me beijava e u gemia dentro da boca de meu pai, depois ele tirou e colocou no cú do meu pai e revezou várias vezes.Ele dava conta de nás dois magistralmente.Quando sentimos que meu avô ia gozar ,meu pai falou que queria beber a porra dele,se virou e meu avô gozou na boca dele e ele me beijou com a porra do pai;senti aquele gosto da força daquele macho que tinha nos dado prazer.Gozei com meu avô me masturbando e meu paizinho enfiando um dedo no meu cuzinho,gozamos juntos.

Chegamos na casa do sítio e encontramos o caseiro,um senhor de 55 anos,nativo do local que pediu ao meu avô pra dormir na casa porque a casa dele estava em construção.Meu avô concordou,piscou pra nás dois.O caseiro não entendeu,mas a gente entendeu....e isso fica pra um práximo relato.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


www.contos eroticos com fotos de comendo a madrastadando uns amasso na minha sublinha e acabei gozando nas pernas delaesposas depiladas na picina contosContos eroticos dei pro amigo de montador de moveisfiz dupla penetração com colegas pois meu marido não quiz Conto erotico adoro chupar buceta azedinhaconto de cunhada depilando o cu para levar varachupada inesperadacomi uma gringa gostosa conto eroticocontos gay banho com o primocasada gostosa novinha mostrando a buceta desfando pro amigo do maridobucetinhas perusinhofoto da minha sobrinha pimentinha conto eroticoscontos eroticos mandei meu filho mete no meu cuzaocomendo cu da geizielicontos erotico de gordas vizinhacontos eroticos enquanto eu como o cusinho da minha ex minha atual mulher chupa a bucetinha preta delaeu confesso sou coroa casada e dei o cu para outroA bucetinha da filha do patrao contoeroticoconto erotico chupando pau com sorveteconto gay transando com ele o namorado da amiga Conto punheteira por acidentecontos eróticos fetiche com boca de velho chupando pintocontos eroticos - arrombando cuzinhocua regasadSou casada e fui comida pelo pedreiropaty abriu a buceta com os dedos contoschegou na casa da visinha e ja foi logo comendo a safadesposa contando para o marido que ele é corno e que seu amante vai fuder ela na frente do corno e ainda chama uma namorada travesti para fuder com ela e depois vai transformar o corno no maior viadoque enteada pernadacontos eroticos casada e o farmaceitico negaohistorias eroticas comendo a irmãbranquinha magrinha de cabelos caracolado danadinhatravestroludopornoConto erotico tia 60ano safadaMinha mulher voltou bebada e sem calcinha em casa contosconto erotico de fui comida pelo amigo do meu esposo insperadamentecontos irmao gritar vai quase gozandocastigando a patroa na ruaconto erotico gay meu afilhadobuceta cabeluda bunda inchadinha Pintadinha da Moniquinhacontos eroticos chupo pica desde novinhaConto erótico me deu sonífero comeu minha bucetafunkeira gemendo eqc cachei que era uma mulherao mas era um travecao que me enganou e socou no meu rabinhocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaporno gay contos eroticos vendo a bundinha de meu priminho inosente nao aguentei e encojeiminha namorada mimosa conto eroticoContos meu prefeito me comeu com fotosCorno ama namorada use chortinho de lycra marcando buceta contoscontos punheta para cima da mulherpornô com minha irmã de minsainhacontos gays inicio da puberdade.contos eróticos tio f****** sobrinha casadao pinto do meu pai nao cobe na minha bucetinhadei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticoSou gay e tranzei com um travest contos eroticofui estrjpada pelo mecanico contoa euroticosno banheiro com vo contos eróticoconto com foto dei uma forsa po meo irmao come a fia deliEntro na bucetinha da minha sobrinha pequena todas as noites e encho a bucetinha dela de porrame curraram no baile funkconto erotico sair.com minha sograTravesti que dá de graça em bhxvidio encochei minh irmã dentor ônibus cheioconto erotico de colega saradao do meu padrasto mim comeucontos eroticos fui putinhadiana sentindo pica pela primeira vezcontos eróticos sequestradores treinadoA irma deixou o irmao comer ela de presente de aniver contosSequestri e estruprei conto eroticoconto crente cornoSou casada mas bebi porro de outra cara contoscontos eroticos de noraSou casada mas bebi porro de outra cara contoscontos eroticos con ninfetas e negaoconto erotico estuprada de biquíniswing tio com sobrinhas flagrante historiasMinha mãe me ensinou a ser puta contosconto de casada tarada ppr machocontos eroticos comi a enfermeira no hospitalcontos sexo.eu meu sogro sogracontos vendo a irma sendo fodida betinhaesposa e sogra metendo na praia contosestuprada pelo chefe chantagistas(porno)meus colegas me foderam conto eroticorelato erotico corno viadinho dedo cuconto erótico com minha irmã depois da bebedeiraconto erótico esposa de biquini Comendo cu de mulher dormindo conto eroticoContos homem fudendo a vizinha lesbicaprofessora novinha e senha resolvi dar o c******conto erotica homen goza na minha verditocontos de incesto dez anossou carente meu sogro pintudo contoscontos de fetiches e taras de cheirar o cu rosado da mulhercontos de cú de madrinhacontoseroticos.vip/hetero/quase-flagrados-nas-escadas-do-hospital/japa enfia o dedo no seu cu virgem