Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ELA ME CONVENCEU A DAR O CU



Quando eu era adolescente, participava de um grupo de teatro de minha cidade. Quem já fez teatro sabe que é a putaria, todo mundo come todo mundo. Mas eu era o mais comportado e o mais ajuizado, tanto que era sempre o responsável pelo dinheiro. Era eu que recebia e distribuía o pagamento pelas apresentações. Todo mundo tinha confiança em mim, mas também era verdade que todos os homens do grupo queriam trepar comigo. Afinal, eu era uma espécie de troféu inatingível.

Uma vez fomos participar de um encontro de teatro em uma cidade práxima. Ficamos na casa do presidente da associação de teatro.

O primeiro dia foi dedicado a debates e na parte da noite assistimos a uma palestra sobre sexo. O palestrante dizia que a mulher tem cromossomos XX e o homem cromossomos XY e por isso todo homem era, no fundo, homossexual. Durante toda a palestra ele não tirou os olhos de mim, tanto que comecei a ficar encabulado.

Quando terminou a explanação, ele disse que estava muito tenso e se ofereceu para me fazer uma massagem no ombro. Ficou bem claro que ele estava doido para me traçar.

Quando chegou a hora de dormir, todo mundo foi para a parte de cima, onde ficavam os quartos e logo percebi que ia ser a maior putaria.

Preferi ficar em um quartinho pequeno, debaixo da escada, um local que deveria ser, originalmente, uma despensa, mas dava para dormir tranquilamente. Desenrolei meu colchonete e dormi à vontade.

No dia seguinte, percebi que uma garota estava de olho em mim e me acheguei. Não demorou muito já estávamos aos beijos, mas escondido, pois ela era casada e queria sigilo.

De noite fui dormir no meu quartinho debaixo da escada e ela foi para lá comigo. Quando a casa ficou silenciosa, começamos os beijos e amassos.

Eu estava beijando os seios dela quando ouvimos a porta do quarto se abrindo. O cara que tinha feito a palestra no dia anterior meteu a cabeça para dentro, mas quando viu ela, foi logo se desculpando:

- Desculpe, errei de porta.

Era uma desculpa totalmente esfarrapada, pois o quarto dele ficava no segundo andar. Era ábvio que ele tinha esperado todo mundo dormir para me pegar no quarto sozinho.

- Errou uma ova. – disse a minha companheira. Mas não se preocupe, entre aqui com a gente...

Ele ficou parado na porta, indeciso sobre o que fazer.

- Vem, entra logo e fecha a porta antes que alguém veja! – disse ela.

Finalmente ele tomou coragem e entrou.

Olhei para ela como que perguntando o que estava acontecendo e ela me tranquilizou:

- Calma, não se preocupe. Você vai gostar.

O rapaz se aproximou e ficou de joelhos no colchonete.

Ela abaixou o short dele, revelando um belo cacete, comprido e fino.

- Chupa o cacete dele, chupa! – cochichou ela no meu ouvido.

- O quê?

- Vai, chupa ele! Você não quer comer a minha xoxota? Sá vou te dar se você chupar o pau dele...

Eu tava doido para comer ela e acabei cedendo. Peguei timidamente o pau dele. A cabeça latejava

- Beija a ponta do pau dele, beija. – comandava ela.

Aproximei-me e dei um beijo rápido.

- Não, beija com vontade! Quer ver você dar um beijo apaixonado. Imagina que é a minha boca que você está beijando...

Aproxime novamente a boca e dei um beijo demorado, abocanhando toda a ponta da pica e sentido o gosto do esmegma que já começava a lambuzar o pau dele.

- Beija, beija mais. – incentivava ela.

Fui beijando mais, passando da cabeça para o mastro e para o saco, percorrendo cada centímetro daquele caralho com beijos molhados e barulhentos.

- Agora lambe. – comandava a minha namorada. Começa lambendo o bico, onde tem essa boquinha. Mete a ponta da tua língua no boquinha do pau dele e vai lambendo. Agora lambe toda a cabecinha e a dobra da cabecinha.

Ela ia dizendo e eu ia obedecendo. O líquido transparente que saía do pau dele se misturava com a minha saliva e aquela mistura gosmenta ficava grudada entre a minha língua e o pau dele quando eu afastava a língua.

- Agora chupa. Coloca a cabeça do pau dele na boca...

Envolvi toda a cabeça do cacete com os lábios e achei estranha a textura da peles, com um morango.

- Chupa forte. – comandava ela. Chupa como se estivesse mamando no pau dele.

Enquanto eu chupava, percebi que ela tirava minha cueca. O cara gemia de tesão.

- Vai, chupa tudo e movimenta a cabeça para ele ter a impressão de que está fodendo uma boceta.

Ela dizia isso e, ao mesmo tempo, acariciava a minha bunda e o meu pau. Então ela se colocou abaixo de mim e começou a chupar o meu pau. Ao mesmo tempo, ela meteu um dedo na xoxota, molhando-a bem e depois começou a acariciar a entradinha do meu cu. Ela fazia pequenos círculos na entradinha e cutucava, ameaçando penetrar. Quando eu menos esperava, ela meteu tudo no meu rabo.

Ficamos um bom tempo assim: eu chupando o cara ela me chupando, ao mesmo tempo que metia o dedo no meu cu e se masturbava.

Quando ela se cansou dessa posição, saiu de baixo de mim e disse no meu ouvido:

- Deixa ele te comer, deixa...

Arregalei os olhos e fiz que não com a cabeça. Ela falou de novo, dessa vez muito sensual, como um gato ronronando:

- Vai, deixa ele te comer que deixo você comer a minha xaninha...

Ela falava e passava a língua na minha orelha, me causando estremecimentos de tesão.

Finalmente aceitei. Ela me ajeitou, colocando-me de quatro, com a bunda virada para a porta.

Ele se colocou atrás de mim e ela preparou o meu buraquinho, passando nele a lubrificação que saía aos montes de sua xana. Depois abriu a minha bunda, deixando meu cu exposto, à disposição do caralho do outro. Para facilitar a penetração, ela ia direcionando com a mão a pica na direção da minha entradinha.

Senti a ponta do caralho forçando caminho entre minhas pregas, até entrar toda a cabecinha.

A minha amiga me estimulava, falando no meu ouvido:

- Faz força como se estivesse cagando que entra tudo...

comecei a fazer força e quando percebi, ele já tinha metido tudo. Ele então pegou a minha cintura e começou a bombar o meu cu.

- Vai, mete no cu dele, mete. – dizia minha amiga.

Quanto mais ela falava, mais rápido ele metia.

Então ela se meteu debaixo de mim e me ofereceu a sua xoxota.

Fazia muito tempo que eu não transava e meter naquela caverninha quentinha era um paraíso, ainda mais com um cacete metido no meu rabo. Tanto que comecei a meter e tirar, ao mesmo tempo que, com esse movimento, o caralho entrava e saía do meu cu.

- Vou gozar. – anunciou ele, tirando o cacete e esporrando na minha bunda.

Também não demorei muito para gozar, encharcando de porra a xoxota da minha amiga, que gemia, em orgasmos múltiplos. Caímos os três no colchonete e fiquei entre os dois, acariciando o cacete de um e a buceta de outra. Começamos a conversar e ela me disse que não tinha sido uma coincidência. O rapaz tinha gostado de mim e ela tinha armado para que eu o deixasse me enrabar. Por outro lado, ela também queria sentir o gosto do meu pau na sua xana e o resultado era o que tinha acontecido.

- Brava comigo? – perguntou ela.

- Como eu poderia estar bravo com você? Essa foi a melhor transa que já tive...

E assim dormimos abraçados, ele roçando a minha bunda e eu roçando a bunda dela...



Se você gostou desse relato, entre em contato comigo. Moro em Macapá e não sou afeminado. Dou preferência a homens com mais de 30 anos. Meu e-mail é [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS



contos eróticos f****** minha enteada fogosaputão na vara contoscontos eroticos de enteadasmulher as pono aportei a minha esposacontos de swing ba praia conto erótico "comeu meu marido "conto erótico terminando a reforma com esposaconto quente minha esposa deu para o mendigoContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorconto ele me comeu a força meu noivo bebadozoofilia com novinha enroscada dog alemaocontos eroticos meu filho e o pai na cama dupla penetracaoconto eroticos com fotos menino de dezeseis anos chupando peito da irmã de vinte anoscontos eróticos fiz tesoura ate doer a bucetaConto erotico peitocontos: puto dando ao ar livreConto erotico cão lamberdo short mulher gostosa Sou fabiano uma bucetacontos gays virando travesticontos eroticos iniciando nudismoconto gay nasci pra ser putaconto comi cliente da minha mulhercõntos mulher que trai marido com o compadreContos eroticos garotinhacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eróticos chupa querido aiiii chupa a bucetaCont erot irmanzinhacontos eroticos com menina de 07anos na praiapintinho durinho filho bumbum amiguinhono motel eu tirei o cabaço da buceta da minha cunhada ninfeta loirinha conto eróticocontos eroticos comi minhas filhinhas pequenasmulher tarada Senta no pau do boneco no Flávio/conto_25837_o-dia-que-fudi-minha-maeo.htmlconssegui um cabacinho pro meu cunha do tira contoContos eroticos com ginecologistacontos heroticos fui comida por semináristameu primeiro boquetecontos eroticos viagem ônibuscontos eroticos de padrinhos super dotados comendo casais e comadreshistoria e contos lesbica primeira vez com minha babaVou contar como meu marido virou cornomeu marido me flagrou conto eroticonegra atola a rola e ela da pidoContos gays o velho de sunga de jeba imensa me flagrou olhando.conto mega pau no ciu do cornoconto de irma que viciou em dar o cuzinhocontos erotico curta de bebedeiraContos eroticos eu dormia sem calcinha e toda noite ele despejada seu gozo em cima da minha pernaaprendi dar o cu com meu genro contosporno de marido bebedo em casa obricando a esposa a fazer sexo com elecontos homem chupa rola ricardaoa massagista negao contosquero ver Roberta Close dando lombo e mamando com homem super dotado Roberta Close d********* e chupandover coroas no baile de Carnaval chupando pau passando a língua no sacocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casa/conto_20266_eu-vi-a-mulher-do-meu-tio-chupando-outro-homem-e-s.htmlcontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaliguei o aspirador na buceta contosContos meninas d doze anos perdendo o cabaço com papaI ddotadocontos eroticos : Viagem para o nordeste e fomos sequestrados sexualmente , minha esposa foi fudida o tempo todo.comvidando e comendo amiga de sua mãeseios tezudos de gravida fotoxvidio novinha emgado com cachorro da rolonacontos eroticos o filho do pastorprimo comendo minha mae sandro conto eroticocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos na festa com meu maridoaravando as pregas do cu virgem fa espozafoto da minha sobrinha pimentinha conto eroticoscontos eroticos gay velho barbeiroconto erotico dei pros amigunhos do meu filhomeu patrão pervertido , tive que sentar com o buceta para não perder o emprego contohistorias eróticas a menininha no colonão anãozinho chupa meu pauc.erotico lua de mel"conto erótico" feminizadoprimeira vez que fui chupada por um homem casado eu virgemminha novinha tarada contoQuero meter na minha vizinha lidia contos eroticoscontos eróticos verídico com mulheres na punheta no maridoconto erotico mulher traindo marido no barwww.conto eu vi o pedreiro mijandoSou casada mas bebi porro de outra cara contoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaaudio contos eróticostroca de punhetaContos erótico eu casada dando na pescariacontos mia subria noviacontos eróticos mulheres da b***** grandeTrai meu marido com o pedreiro fiquei toda arrombadaporn linda sobrinha porreiminha primeira siriricasimpatia comer cunhada